ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  13    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Cresce o número de fumantes entre as mulheres

Por Redação | 31/05/2010 16:09

Treze em cada 100 brasileiras fumam atualmente. A proporção totaliza quase 10 milhões de mulheres, que gastam, em média, mais de 10% de um salário mínimo por mês com o vício.

As informações constam da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio de 2008 (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e reforçam o alerta feito por especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o avanço do tabagismo entre as mulheres.

Apesar do Brasil registrar redução entre o número de fumantes de uma forma geral, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a redução de fumantes entre as mulheres no país foi significativamente inferior à dos homens. O tabagismo feminino é uma preocupação em todo o mundo. Segundo a OMS, o sexo feminino já responde por 20% dos mais de 1,3 bilhão de fumantes do mundo.

Para a chefe da Divisão de Controle do Tabagismo do Inca, Tânia Cavalcante, as mulheres têm dificuldades mais específicas em relação ao vício, tanto do ponto de vista do apego, como na hora de largar. "A mulher, geralmente, usa o cigarro para lidar com as dificuldades sociais, situações estressantes, quando estão entediadas ou sozinhas. E, hoje, a mulher tem uma grande carga de demanda social e vários turnos de trabalho: ela é chefe de família, tem que prover o lar e, quando chega em casa, ainda tem que cuidar de tarefas [domésticas].

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário