A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/02/2010 11:54

Em meio à epidemia, greve suspenderá combate à dengue

Redação

Ações de combate à dengue serão suspensas em Campo Grande, a partir de terça-feira (02/03), quando os agentes de saúde iniciam greve por tempo indeterminado. A paralisação coincide com o período em que Mato Grosso do Sul enfrenta epidemia de dengue.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública de Campo Grande, Amado Cheikh, após várias tentativas de negociação para reposição salarial, os servidores decidiram, em assembleia, entrar em greve.

Na tarde de ontem, a reunião com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) frustrou a categoria.

Segundo Cheikh, o prefeito fez ameaças de corte de ponto e colocou-os para fora da sala.

Diante do impasse, os trabalhadores decidiram entrar em greve. Cheikh explica que apenas o efetivo mínimo exigido por lei será mantido.

Conforme o sindicalista, sem as informações repassadas ao Ministério da Saúde, com base nos relatórios dos agentes, não são liberados recursos federais ao município.

Os agentes cobram reposição das perdas, que ultrapassam 60%, segundo o diretor. A categoria reúne 4 mil servidores em Campo Grande, dos quais pelo menos 2,5 mil devem parar o trabalho na terça-feira.

Eles ficarão no paço municipal das 8 horas às 12 horas, em protesto.

Além das atividades de combate à dengue, as ações do PSF (Programa Saúde da Família) serão suspensas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions