ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Empregos

Após idas e vindas, concurso público de Sidrolândia será em janeiro

Por Zana Zaidan | 12/11/2013 15:46

Depois de ser adiada por três vezes, a prova do concurso público para contratação de servidores municipais em Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, está marcada para os dias 18 e 19 de janeiro de 2014.

A prefeitura da cidade abriu edital no dia 12 de setembro para preencher 316 vagas do quadro de funcionários do município, em diferentes áreas de atuação. A prova, que aconteceria no dia 10 novembro, foi adiada e, agora, a data definitiva, conforme a prefeitura, será nos dois dias de janeiro.

As alterações nas datas do concurso aconteceram porque, conforme o presidente da Câmara de Vereadores, Ilson Peres (PSDB), o projeto de lei que autorizava a criação dos cargos foi enviado à Casa depois da abertura do edital. “No meu entendimento, alguns cargos descritos no edital não existem no plano de cargos e carreira da prefeitura. Das 316 vagas abertas, pouco mais de 50 se encaixam nesse problema”, justifica o parlamentar sobre a recusa do projeto, que acredita qua urgência do prefeito em abrir novas vagas o fez "colocar os pés pelas mãos". “Ele vai nos enviar um novo projeto para criar os cargos, vamos aprová-lo e o concurso vai poder acontecer”, garante.

O prefeito da cidade, Ari Basso (PSDB), afirma que o projeto está sendo elaborado e deve chegar à Câmara ainda nesta semana, o que garantirá a aplicação da prova em janeiro.

Dor de cabeça – Alguns candidatos reclamam da dor de cabeça que os adiamentos causaram. Welington Moraes, 27 anos, fez a inscrição para concorrer à vaga de psicólogo, e afirma que o que chama de “falta de organização” da prefeitura afetou até mesmo a instituição que organiza o certame, a Fapec, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

“Nem eles sabiam quando seria o concurso, quem fez a inscrição ficou completamente no escuro. Alguns colegas se programaram para uma data, marcaram viagem para a férias de janeiro, e vão ter prejuízos cancelando pacotes, se programando para estar na cidade no dia da prova”, conta Moraes, que é de Campo Grande.

Ele até cogitou pedir o dinheiro da inscrição de volta, e não fazer a prova. Segundo a secretaria de Administração de Sidrolândia, o estorno não é permitido, conforme previsto em edital. O pagamento só será devolvido caso a prova seja definitivamente cancelada, o que não irá acontecer, garante a administração municipal.

Concurso público – A urgência em realizar o concurso público veio após o Ministério Público determinar a substituição dos contratados por concursados, devido ao elevado quadro de comissionados. Dos 2.232 funcionários municipais, 1.266 são efetivos, 144 comissionados e 822 contratados.

Foi firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre prefeitura e MP, no dia 1º de julho, que estabelece as efetivações. O prazo para cumprimento da medida vence no dia 1º de janeiro, 180 dias depois do acordo.

Os salários do concurso variam de R$ 678 a R$ 8.640 para trabalhar em jornadas de 20 e 40 horas semanais.

Nos siga no Google Notícias