A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

12/11/2013 15:46

Após idas e vindas, concurso público de Sidrolândia será em janeiro

Zana Zaidan

Depois de ser adiada por três vezes, a prova do concurso público para contratação de servidores municipais em Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, está marcada para os dias 18 e 19 de janeiro de 2014.

A prefeitura da cidade abriu edital no dia 12 de setembro para preencher 316 vagas do quadro de funcionários do município, em diferentes áreas de atuação. A prova, que aconteceria no dia 10 novembro, foi adiada e, agora, a data definitiva, conforme a prefeitura, será nos dois dias de janeiro.

As alterações nas datas do concurso aconteceram porque, conforme o presidente da Câmara de Vereadores, Ilson Peres (PSDB), o projeto de lei que autorizava a criação dos cargos foi enviado à Casa depois da abertura do edital. “No meu entendimento, alguns cargos descritos no edital não existem no plano de cargos e carreira da prefeitura. Das 316 vagas abertas, pouco mais de 50 se encaixam nesse problema”, justifica o parlamentar sobre a recusa do projeto, que acredita qua urgência do prefeito em abrir novas vagas o fez "colocar os pés pelas mãos". “Ele vai nos enviar um novo projeto para criar os cargos, vamos aprová-lo e o concurso vai poder acontecer”, garante.

O prefeito da cidade, Ari Basso (PSDB), afirma que o projeto está sendo elaborado e deve chegar à Câmara ainda nesta semana, o que garantirá a aplicação da prova em janeiro.

Dor de cabeça – Alguns candidatos reclamam da dor de cabeça que os adiamentos causaram. Welington Moraes, 27 anos, fez a inscrição para concorrer à vaga de psicólogo, e afirma que o que chama de “falta de organização” da prefeitura afetou até mesmo a instituição que organiza o certame, a Fapec, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

“Nem eles sabiam quando seria o concurso, quem fez a inscrição ficou completamente no escuro. Alguns colegas se programaram para uma data, marcaram viagem para a férias de janeiro, e vão ter prejuízos cancelando pacotes, se programando para estar na cidade no dia da prova”, conta Moraes, que é de Campo Grande.

Ele até cogitou pedir o dinheiro da inscrição de volta, e não fazer a prova. Segundo a secretaria de Administração de Sidrolândia, o estorno não é permitido, conforme previsto em edital. O pagamento só será devolvido caso a prova seja definitivamente cancelada, o que não irá acontecer, garante a administração municipal.

Concurso público – A urgência em realizar o concurso público veio após o Ministério Público determinar a substituição dos contratados por concursados, devido ao elevado quadro de comissionados. Dos 2.232 funcionários municipais, 1.266 são efetivos, 144 comissionados e 822 contratados.

Foi firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre prefeitura e MP, no dia 1º de julho, que estabelece as efetivações. O prazo para cumprimento da medida vence no dia 1º de janeiro, 180 dias depois do acordo.

Os salários do concurso variam de R$ 678 a R$ 8.640 para trabalhar em jornadas de 20 e 40 horas semanais.

Funsat Itinerante visita três bairros nesta semana em Campo Grande
Três bairros serão visitados nesta semana pelo programa Funsat Itinerante, realizado pela Funsat (Fundação Social do Trabalho) em Campo Grande. Os tr...
Funsat oferece hoje vagas para açougueiro, biomédico e caixa de loja
A Funsat (Fundação Social do Trabalho) oferece vagas para acabador de mármore e granito, arte-finalista, assistente de vendas, auxiliar de contabilid...
Processo seletivo do MPE com 244 vagas de estágios inscreve até dia 8
O MPE (Ministério Público do Estado) está com inscrições abertas para 244 vagas de estágio. O prazo de inscrição termina em 8 de maio. A prova escrit...
Concurso da UEMS com salários de até R$ 2,2 mil inscreve até dia 24
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) está com as inscrições abertas para 57 vagas em níveis médio e superior com salários de R$ 1.572...



O meu questionamento sobre esse concurso e que só falam que vai ocorrer nos dias 18 e 19 de janeiro, por k si antes era em apenas um dia 10 de novembro agora precisa 2 dias ninguém explica o motivo.......... alguém pode me esclarecer
 
NILCEIA LOPES YAMAMOTO em 28/12/2013 23:32:25
Essa é a maior armação que a prefeitura e a camara estão fazendo pq o edital tem os mesmos problemas do edital da camara, e, se, o edital saiu antes da criação dos cargos em lei, tecnicamente tem os mesmos vícios do anterior, e, para atender aos interesses de sabe-se lá quem, às pressas, enviam um projeto de lei à camara para dar um ar de legalidade aquilo que já se divulgou como ilegal. É sempre assim, quem tem poder manda, quem tem juizo obedece, e Infelizmente a Justiça nada faz para coibir esses mandos e desmandos dessa administração que deita e rola nas barbas do MP e do Tribunal de Contas deste Estado.
 
ANTONIO DE FREITAS PEREIRA NETO em 14/11/2013 14:56:47
Fiz o referido concurso da camara de sidrolandia e passei em 1º lugar para o cargo de analista de recursos humanos, e o que aconteceu, como os membros da camara anterior em sua maioria não se reelegeram, os que chegaram, vieram com ranço de politicagem barata para prejudicar àqueles que para chegar a esses cargos estudam muito e se preparam pois não tem padrinhos politicos como muitos que lá estão e devedendo toda sorte de favores prometidos para chegarem ao legislativo. Para eles o concurso tem problemas apenas com 4 vagas dentre elas uma é a minha, alegam que não poderiam realizar o concurso sem que houvesse o cargo a ele destinado, mas para os apadrinhados politicos nem é preciso haver vaga ou mesmo o cargo, cria-se apenas uma nova nomenclatura e voce pode "trabalhar" em qualquer lugar.
 
ANTONIO DE FREITAS PEREIRA NETO em 14/11/2013 14:46:10
Carlos, também realizei o Concurso da Câmara de Sidrolândia, fui aprovado, mas até agora nada da homologação. Diz q o MP entrou com uma representação contra a Câmara, pois lançaram o edital do concurso embasado em uma lei que foi Promulgada pelo Presidente da Câmara na época. Procedimento este errado, pois esse ato cabe ao Prefeito Municipal. E quem acaba se ferrando somos
nós.
 
Elder Henrique de Souza em 13/11/2013 03:48:41
O Sr. Ilson Peres não entendeu que o problema maior é que só tem 316 vagas no edital e a prefeitura tem mais de 800 contratados, ele deveria estar lutando para que o concurso tivesse mais vagas e trabalhar pela cidade aprovando a criação das vagas na câmara, mas o entender dele está oposto a isso.
 
MARCELO DO NASCIMENTO em 13/11/2013 03:20:10
Prestei concurso em Nova Alvorada do Sul ano passado e mesmo ficando em primeiro não fui chamado por esse mesmo problema. As vagas não tinham sido criadas, agora fiz a inscrição para o concurso de Sidrolândia, estou desanimado, ministério público não defende as pessoas que pagaram e estudaram, justiça no MS é só pra ricos. Concursos públicos no estado são enganação e só estão servindo pra arrecadarem.
 
MARCELO DO NASCIMENTO em 13/11/2013 02:59:59
Falta de respeito. Sem mais. Welington Moraes, 27 anos, tem que correr mesmo atrás de seus direitos.
 
Juliana Kanasiro em 12/11/2013 22:20:40
Em dezembro de 2012 prestei concurso para câmara municipal desta Cidade e até a presente data, o mesmo nao foi homologado. O concurso foi realizado pela SIGMA.
E agora estão abrindo outro concurso, vai da Zica.
 
Carlos Dos Santos em 12/11/2013 17:31:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions