A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Abril de 2018

09/01/2018 12:01

Estatística revela menos assassinatos e mais roubos a residências em MS

Conforme o titular da Sejusp, os crimes em residências são “lucrativos”

Aline dos Santos e Bruna Kaspary
Balanço foi divulgado pelo secretário e governadora em exercício. (Foto: Bruna Kaspary)Balanço foi divulgado pelo secretário e governadora em exercício. (Foto: Bruna Kaspary)

Redução de crimes contra a vida e crescimento de crimes contra o patrimônio: esse é o retrato da Segurança Pública em Mato Grosso do Sul no ano passado.

Conforme estatística da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), divulgada nesta terça-feira (dia 9), houve redução de 9% nos homicídios dolosos, que caíram de 573 (2016) para 522 (2017); 21% nos casos de feminicídio ( redução de 34 para 27); e de 46% no latrocínio (roubo seguido de morte), com registro de 41 casos em 2016 e 22 no ano passado.

Os roubos tiveram redução de 5% (passando de 11.431 para 10.915). Já o crime de roubo a residência aumentou 9%: de 517 para 565. Os furtos a casas também avançaram, com total de 12.709 em 2016 e de 14.226 em 2017, perfazendo crescimento de 12%. O roubo de veículo aumentou em 1%: de 895 casos para 907.

De acordo com o titular da Sejusp, Antônio Carlos Vieira, o aumento de roubos e furtos aconteceu por maior repressão ao tráfico de drogas. “Quem é preso por esses delitos, em sua maioria praticava o tráfico. Com a desarticulação dessas quadrilhas, busca-se outra forma de renda. O roubo a residência vai ganhar especial atenção nossa”, afirma.

Ainda conforme o secretário, os crimes em residências são “lucrativos”, pois os ladrões levam eletrodomésticos, eletrônicos, joias, dinheiro e veículos. No setor de segurança, mas específico sobre presídios, ele afirma que o governo vai investir no monitoramento das unidades penais e bloqueio do sinal de celular.

Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB) afirma que Mato Grosso do Sul é o quinto Estado mais seguro para se viver no Brasil. “Nesses três anos de governo, foram investidos R$ 90 milhões através do programa MS Mais Seguro e neste ano serão investidos outros R$ 30 milhões”.

A governadora ainda citou que o Estado custeia os presos por tráfico de drogas, que seria atribuição do governo federal. “São mais de 7 mil presos transnacionais, o que dá um impacto de R$ 120 milhões nos nossos cofres. Imagina 120 milhões a mais na nossa segurança”, diz Rose.

Delitos20162017Variação (2016/2017)
 Homicídio Doloso573522-9%
 Feminicídio3427-21%
 Homicídio Culposo2112-43%
 Homicídio Culposo no Trânsito329295-10%
 Roubo11.43110.915-5%
 Roubo Seguido de Morte4122-46%
 Roubo de Veículo8959071%
 Roubo em Residência5175659%
 Roubo em Via Pública8.7748.406-4%
 Roubo em Estabelecimento Comercial887748-16%
 Furto39.11040.5924%
 Furto em Residência12.70914.22612%
 Furto de Veículo3.8973.626-7%

Fonte: Polícia Civil / SEJUSP

Na noite de Natal, bandidos invadem casa, levam 2 carros, celular e dinheiro
Em plena noite da ceia de Natal, uma família passou momentos de terror em Dourados, município a 223 quilômetros de Campo Grande, neste sábado (24). Q...
Governo compra cinco caminhões de combate a incêndio por R$ 21,7 milhões
O governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), divulgou nesta terça-feira (dia 24) a comp...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions