A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/03/2009 18:20

Estudo para revitalização do centro começa este mês

Redação

Reivindicação histórica de comerciantes pode se tornar realidade: a revitalização do centro de Campo Grande. A ordem de serviço que dará início aos estudos no local será assinada amanhã, pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB). Calçadas, fiação e até mudanças no estacionamento estão previstas.

A etapa de criação do Plano Local da ZEIC-Centro (Zona Especial de Interesse Cultural do Centro) deverá ser concluída em dez meses. Neste período, donos de lojas na região central devem ser consultados.

O projeto, que será realizado a partir deste mês por uma empresa especilizada, demandará recursos na ordem de R$ 934.610,00, dos quais R$ 766.038,20 financiados pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e R$ 168.299,80 de contrapartida da prefeitura.

O presidente da Associação Comercial, Luiz Fernando Buainain, lembra que desde 2005 solicita à prefeitura estudo na região. Ele afirma que o objetivo da mudança é garantir a sustentabilidade das empresas e enfatiza que 70% do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na Capital é proveniente do comércio. A associação tem atualmente 1,8 mil empresas filiadas.

Segundo Buainain, o projeto sócio-econômico e cultural deverá garantir mais segurança e facilidade para que os consumidores se movimentem no local e, consequentemente, comprem mais. Ele acredita que somente após reuniões com comerciantes será possível decidir o que irá mudar na região.

Buainain acredita que os lojistas deverão sugerir, por exemplo, que a fiação, atualmente exposta, seja subterrânea. Ele destaca ainda que o estacionamento no centro, controlado por meio de parquímetros, também passará por análise.

Para o presidente da entidade, as origens de comunidades árabes e japoneses deverão ser contempladas na ornamentação da área.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, uma das principais questões avaliadas no projeto de revitalização da região central consiste no resgate da história da cidade por meio do projeto Orla Morena que inclui além das intervenções viárias e de mobilidade urbana, a criação de espaços de homenagem aos países colonizadores, de espaços culturais e preservação do patrimônio histórico.

A diretora presidente do Planurb destaca que o maior desafio será a manutenção dos equipamentos turísticos e de lazer como espaços funcionais e que tenham sustentabilidade.

O processo de revitalização do centro, que será respaldado por pesquisas e discussões com moradores e comerciantes da região, terá mecanismos que estabeleçam formas de avaliação das ações implementadas e que serão indicados no Plano Local. "

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions