A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/08/2013 14:36

Familiares de vítimas pedem Justiça em depoimento de Adalberto Siufi

Edivaldo Bitencourt e Bruno Chaves
Familiares e sindicalistas protestam durante depoimento de Adalberto Siufi (Foto: Bruno Chaves)Familiares e sindicalistas protestam durante depoimento de Adalberto Siufi (Foto: Bruno Chaves)

Aproximadamente 150 familiares e sindicalistas lotam o Plenário Júlio Maia, na Assembleia Legislativa, com faixas de protesto e para pedir Justiça no depoimento do médico Adalberto Siufi, acusado de fraudes e outras irregularidades nos recursos destinados ao tratamento de câncer em Campo Grande. Ele está prestando depoimento na CPI da Saúde da Assembleia, que começou, há pouco, com 20 minutos de atraso.

Sindicalistas estenderam faixas em que protestam contra a má utilização dos recursos públicos. “Chega de corrupção no SUS (Sistema Único de Saúde)” e “Chega de privatização no SUS”.

“Quero Justiça”, afirmou o cirurgião dentista Rafael Ayub, 61 anos. Ele contou que a esposa morreu em decorrência de erro médico no Hospital do Câncer, que era comandado por Siufi na época. Ela foi internada para tratamento em outubro do ano passado e morreu.

Siufi foi afastado do hospital após a Operação Sangue Frio, da Polícia Federal, que descobriu fraude na utilização de recursos do SUS, pagamento de super salários para familiares, utilização de equipamentos da rede pública em clínica particular e de direcionamento na contratação de empresas de dirigentes da instituição.

O presidente da CPI, Amarildo Cruz (PT), afirmou que o depoimento de Adalberto é importante para concluir a investigação sobre a máfia do câncer no Estado. Além do médico oncologista, a comissão vai ouvir o diretor-geral do Hospital Universitário, Cláudio Wanderley Saab.



cara eu botava a maior fe no siufes ate votei no medico de familia o paulo, que decepcao
 
aluizio queiroz dos santos em 29/08/2013 16:03:07
A CPI tem que dar respostas a população. Solicitar quebra de sigilos bancários, fiscal e telefônico, assim como foi feito na CPI dos Correios. Tem que dar respostas a sociedade e não apenas ao final emitir ou produzir um mero Relatório. Tem que levar ao MPE, MPF e solicitar abertura de Inquéritos com Responsabilização Criminal de todos os envolvidos. Cadê o Chefe de todos: Henrique Mandeta? Afinal o Dorsa, o atual Diretor do HU são sócios/amigos do Deputado. Vejam a ficha dos Diretores do HU. Todos possuem ligação direta com o Mandeta, desde quando ele foi Secretário Municipal....CPI FAÇAM ALGO SENÃO O POVO VAI SE LEMBRAR DISSO JÁ NAS ELEIÇÕES DE 2014? Nelsinho Trad, o
 
Carlos Sanches em 29/08/2013 15:51:34
Os parentes de pessoas que morrem decorrentes de falta de estrutura no HC devem ir na delegacia mais próxima e fazer boletim de ocorrência por "homicídio doloso" contra Adalberto Siufi, já que o mesmo foi o responsável pela falta de equipamentos decorrentes de seus "roubos" as verbas destinadas ao hospital. Isso cabe ao MP investigar quantas pessoas morreram durante a presidência de Adalberto Siufi frente ao HC e indiciá-lo pelas mesmas, assim como confisco de bens para ressarcimentos das verbas "roubadas" com juros e correções. Creio eu que se julgarem com o mínimo de pena o mesmo deva pegar uns 60 anos de prisão! Mas existe justiça no "brasil"? Acho que só no papel e na prática só para favorecimentos próprios dos de magistrados e seus "amigos, parentes e criminosos"!
 
Alexandre de Souza em 29/08/2013 15:02:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions