A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/12/2009 20:39

Guias de Bonito querem melhorias para Gruta do Lago Azul

Redação

Em Bonito, cidade distante 257 quilômetros de Campo Grande, há 85 guias de turismo. Preocupados com a situação da Gruta do Lago Azul e desmotivados com as verbas recebidas através de passeios no local, eles programam uma mobilização na cidade nos próximos dias.

A informação é de um representante dos guias de turismo da cidade, que decidiu entrar em contato com o Campo Grande News. Ele cita que há oito meses os guias tentam manter um diálogo com a prefeitura da cidade, mas sem sucesso.

Como a gruta é patrimônio histórico de Bonito, a administração municipal cobra R$ 25 de cada turista à visitas no local. "Para nós é repassada uma horrorosa quantia quatro reais", protesta o guia que preferiu manter a identidade em sigilo.

O guia ainda informa que, desde terça-feira (1), o valor do passaporte cobrado pela visita no local subiu para R$ 36. Desse valor, são repassados aos profissionais apenas R$ 5,75, não atendendo ao pedido de aumento deles, que gostariam de receber R$ 8 por pessoa.

Cinquenta mil turistas frequentam Bonito anualmente e a verba arrecadada com passeios na gruta vai para a prefeitura, de acordo com o guia.

Um outro motivo para a paralisação é a péssima condição de infraestrutura oferecida aos turistas na gruta. "Não há escadas, o que dificulta a segurança no local. O passeio é demorado é não é oferecida nem comida pra gente", reclama.

Ainda segundo o profissional, foram destinados recursos de R$ 300 mil para a construção de escadarias na gruta, mas até agora nenhuma obra começou no lugar.

Pelo oitavo ano consecutivo, o município de Bonito foi pela Revista Viagem e Turismo, como o melhor destino de ecoturismo do Brasil.

"A gruta é um cartão postal que infelizmente está abandonado", completa o guia.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions