A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/08/2009 15:37

Índios de Ponta Porã acusam empresa de contaminar rio

Redação

A empresa Agroenergética Monte Verde, que está instalando uma usina de álcool e açúcar em Ponta Porã, é acusada por índios ocupantes da gleba Lima Campo, de contaminar o córrego que corta a área indígena. A poluição, conforme os índios, é decorrente da aplicação de defensivos agrícolas aplicados nas lavouras de cana-de-açúcar.

Segundo reportagem do Jornal da Praça, o líder da comunidade, Carlos Garcia, explicou que a reserva indígena é lindeira às áreas ocupadas pela usina. Ele ressalta que uma medida de ser tomada, já que a população local corre risco de saúde.

Carlos ainda relatou que foi pedida a Funai (Fundação Nacional do Índio) a construção de um poço no lugar, mas o órgão informou que isso deveria ser empreendido pela Funasa (Fundação Nacional de Saúde). A Funasa afirmou que constroi, mas tem que ter autorização da Funai.

"Ficam jogando um para o outro e enquanto isso temos crianças com desnutrição", reclamou o líder da gleba. Sobre a ocupação no local, Carlos diz que existe desde 1998.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions