A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/09/2013 13:23

Índios "sequestram" desembargador e três servidores da Justiça Eleitoral

Graziela Rezende e Edivaldo Bitencourt

Indíos da etnia Guarani Caiová fizeram um desembargador e três servidores do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Além de fazer reféns, os indígenas bloquearam a rodovia MS-295, entre Iguatemi e Tacuru, a 427 quilômetros da Capital.

Segundo a assessoria de comunicação do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), o vice-presidente e corregedor da corte, desembargador Josué de Oliveira, está refém com mais três servidores. Eles foram obrigados a entregar o telefone celular e estão sem comunicação.

O bloqueio e  o sequestro das autoridades ocorreu às 11h de hoje.

A assessoria informou que Oliveira e os servidores estavam fazendo uma correição nos municípios de Mundo Novo e Eldorado, sendo que já haviam terminado o trabalho e retornavam para Campo Grande. Ao passar por Tacuru, eles foram rendidos.

Sete equipes da Polícia Federal já foram acionadas e estão a caminho. A ação acontece seis dias após os indígenas bloquearem a BR-262, em Miranda, como forma de protesto pelo índio Abrão Pereira, baleado no pé, durante protesto em defesa da saúde indígena.

Josué de Oliveira também é desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. 

Sem-terra bloqueiam BR-163 próximo a Nova Alvorada do Sul
Um grupo de sem terra bloqueia desde às 7 horas de hoje um trecho da BR-163 entre o distrito de Anhanduí e Nova Alvorada do Sul, distante cerca de 10...
Índios bloqueiam rodovia e pedem agilidade no processo de demarcação
Indígenas bloquearam o trecho da MS-295, que liga Paranhos a MS-156, entre Amambai e Tacuru, na manhã desta terça-feira (29). O grupo reivindica agil...


1º- O Sr Desembargador não estava refém, e sim parado no congestionamento, como todos os usuários da via. Inclusive, relutou em usar tal prerrogativa, o que merece ainda mais nosso espeito.
2º- Não foi subtraído seu celular, pois os indios nem tomaram conhecimento da sua condição.
3º-A Força Nacional esteve no local somente depois que a Polícia Rodoviária Estadual ja iniciara as conversações, mas se retiraram em seguida sem retorno.
4º- Graças ao trabalho conjunto entre a PRE e POLÍCIA FEDERAL de Naviraí, o Sr Desembargador foi levado até Tacuru em segurança na viatura da PRE e as negociações foram concluídas no final da tarde num ótimo trabalho da PF.
 
Wilson P. Ferreira em 27/09/2013 09:43:23
O Brasil está colhendo o que plantou!!! O PT quer isso mesmo, bagunçar para eles poderem se apoderar de tudo mesmo!
Antes das eleiçoes de 2014, vamos ter que voltar às ruas para tirar essa turma do mensalão...roubam, comprarm tudo, fazendas em todo Brasil já são deles, empresas, estádios, usinas....daqui a pouco seremos todos peões do PT
 
TERCIVAL SOUZA em 26/09/2013 17:35:54
Mas se estavam trabalhando em Mundo Novo e Eldorado, voltando para Campo Grande não seria mais perto vir por Itaquirai e Naviraí, não entendi por que passar por Tacuru ou iam passar por Ponta Porã...
 
Ivo sokoloski em 26/09/2013 17:13:06
To com você Élio Santos, infelizmente vai uns trabalhadores reinvidicar seus direitos pra ver se não são expulsos com bala de borracha e gaz lacrimogenio, é a nossa justiça ja completamente descrente, falha, falsa, bagunçada, ladrona, e por ai vai. E não temos nem palavras para deçifrar o que é a nossa justiça.
 
anderson lima em 26/09/2013 15:43:12
Opa!! A justiça agora vai ter que deixar os índios com os reféns pelo tempo que lhes convier, pois a própria legislação determina que esses "brasileiros" são inimputáveis e não estão sujeitos ao código penal brasileiro!! Afinal, qual a diferença entre o direito de um fazendeiro e de um desembargador? A lei não é igual para todos? Invadir uma propriedade rural ou tirar a liberdade de um cidadão é uma afronta de igual valor!!
 
cesar roos em 26/09/2013 15:41:10
até quando teremos q aturar essas barbarie desse povo que nada produz a nao ser confusao.
 
REGIANNE HONORIO TAVARES em 26/09/2013 15:30:58
Estão dando muita moral!!!
 
Mario Andrade em 26/09/2013 14:36:51
É isso aí, aproveitem que estão com um desembargador do TRE nas mãos e cobrem mais celeridade nos processos de cassação de políticos corruptos no MS.
 
Lucas Sarcozi em 26/09/2013 14:23:44
Caracas...ai o bicho pegou....
 
augusto barbosa em 26/09/2013 14:11:08
Direitos Humanos corram para lá urgentemente se não o desembargador pode fazer mal aos indios
 
Alex andré de souza em 26/09/2013 13:56:06
Pois é, já sequestram e nada aconteceu. Quem sabe dessa vez venha a reprimenda adequada, já que atinge pessoas com poder!
 
Adriano Magalhães em 26/09/2013 13:42:23
ficam dando corda pra esses índios, vai um outro fazer isso
 
elio santos em 26/09/2013 13:34:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions