ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Interior

1ª em MS, Rio Brilhante diz que vai comprar 20 mil doses de vacina contra covid

Compra foi negociada mesmo sob risco de doses serem enviadas a outras regiões

Por Adriano Fernandes | 20/03/2021 18:56
Lucas Foroni (MDB), prefeito de Rio Brilhante. (Foto: Reprodução/Facebook) 
Lucas Foroni (MDB), prefeito de Rio Brilhante. (Foto: Reprodução/Facebook)

Rio Brilhante, a 163 quilômetros da Capital garante que é o primeiro município de Mato Grosso do Sul a formalizar o interesse direto para compra de  20 mil doses da vacina russa Sputnik V, um dos imunizantes mais eficazes contra a covid-19. O contrato de compra da vacina é negociado pela prefeitura da cidade, junto ao fundo nacional de investimento russo ao longo desta semana e deve ser assinado até terça-feira (23). Mundialmente, esse tipo de venda é vetada por todos os laboratórios. Apenas governos federais têm acesso às vacinas ou consórcios. Municípios podem até comprar, o governo federal pode requisitar as doses para inserir no plano nacional de imunização.

Segundo anunciado, as doses custam R$ 1,2 milhão, que será pago em recursos próprios do município. A previsão é de que a entrega ao Brasil seja feita em até 30 dias. Como a prioridade de compra de vacinas contra a covid-19 é do Governo Federal, caso as doses sejam compradas, serão absorvidas pelo Ministério da Saúde e podem ser realocadas para outras regiões.

“Mas acreditamos muito que essa questão não aconteça e, consequentemente, há uma probabilidade maior dessas 20 mil doses virem para a nossa cidade”, comentou o prefeito de Rio Brilhante, Lucas Foroni (MDB) através de live no Facebook, na noite deste sábado (20). Caso o Ministério da Saúde autorize a aplicação do imunizante apenas entre os moradores de Rio Brilhante, Foroni assegurou que o município tem logística preparada para o transporte e armazenamento da vacina.  Com a chegada do imunizante a prefeitura ambiciona expandir a vacinação para a faixa etária dos 45 anos em 60 dias.

Sétima cidade mais rica do Estado e que é administrada pelo prefeito mais jovem, de 25 anos, Rio Brilhante tem 38,1 mil habitantes e nos primeiros meses de pandemia viu o número de casos aumentar rapidamente, depois que os funcionários do frigorífico da cidade testaram positivo para a doença.

“Assim como tivemos autonomia para fazer a compra dessas vacinas, devemos respeitar todas as leis e hierarquias estaduais e federais. A gente pensa em Rio Brilhante, mas independente da vacina não chegar teremos a plena convicção de que saímos na frente, pelos menos provocando uma absorção dessas vacinas no Plano Nacional de Imunização”, comentou Foroni.

Eficácia - A Sputnik V é desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Moscou e tem 91,7% de eficácia contra a covid-19, ficando atrás apenas das vacinas Pfizer/BioNTech (95%) e Moderna (94,5%). No entanto, o imunizante ainda não tem aprovação para ser usada no Brasil.

O pedido para uso emergencial da vacina está paralisado na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) há dois meses, mas o processo de aprovação deve ser acelerado diante da alta procura dos estados. Só o Consórcio do Nordeste, grupo formado pelos estados da região, já adquiriu 37 milhões de doses da vacina.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário