A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/03/2016 12:15

Ação de abordagem a veículo contou com ajuda da polícia paraguaia

Conforme esclarecimento de Major, PMs da Getam não foram presos

Renata Volpe Haddad
Abordagem a veículo em alta velocidade chamou atenção de moradores de Pedro Juan Caballero. (Foto: Pedro Juan Digital)Abordagem a veículo em alta velocidade chamou atenção de moradores de Pedro Juan Caballero. (Foto: Pedro Juan Digital)

A perseguição a um veículo em alta velocidade que cruzou a fronteira do País com o Paraguai, teve ajuda da polícia paraguaia e os três policiais militares da Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) não foram presos, apenas prestaram esclarecimentos sobre o ocorrido.

Conforme o Major do 4º Batalhão da Polícia Militar de Ponta Porã ,Carlos Magno, foi dada ordem de parada ao veículo em Ponta Porã. "Como isso aconteceu em solo brasileiro e o motorista passou a fronteira em alta velocidade, imediatamente foi acionada a polícia paraguaia para que ajudasse na abordagem do carro", alega.

Segundo o major, toda a ação ocorreu com o conhecimento da polícia paraguaia. 

A polícia ajudou no procedimento de abordagem ao veículo e policiais militares brasileiros foram até a sede da polícia em Amambay, para esclarecer os fatos. "Eles não foram presos, apenas explicaram a situação, pois não temos poder de atuar em solo paraguaio como eles não têm aqui e trabalhamos em parceria", informa.

Caso - Os militares da Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) iniciaram uma perseguição a um veículo Chevrolet Cruze com placas de Vitória, Espírito Santo, onde o motorista do carro não obedeceu ordem de parada e acabou cruzando a fronteira em alta velocidade.

Os militares atiraram para o ar sendo que dois tiros acertaram o veículo. No veículo, estavam um homem e uma mulher paraguaia grávida já em trabalho de parto. A mulher foi encaminhada para hospital particular de Pedro Juan.

Em território paraguaio, os três policiais brasileiros foram encaminhados por agentes da Polícia Comissária paraguaia e foram encaminhados para a sede de Amambay, para esclarecer os fatos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions