ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Adolescente que jurou pai de morte aos 11 anos, cumpre ameaça com tiro no peito

Depois de negar crime, garoto confessou que havia jurado pai de morte aos 11 anos por ele bater em sua mãe

Por Lucia Morel | 26/07/2021 09:59
Sede do hospital de Porto Murtinho. (Foto: Divulgação Prefeitura de Porto Murtinho)
Sede do hospital de Porto Murtinho. (Foto: Divulgação Prefeitura de Porto Murtinho)

Adolescente de 16 anos matou o próprio pai na noite de ontem em Porto Murtinho, cidade a 439 Km de Campo Grande. Moradores do bairro Salim Cafure, pai e filho teriam se desentendido e com uma arma de fogo, o menino atingiu Fernando Alex Figueredo, de 37 anos, no peito.

O filho confessou o crime só depois de testemunha tê-lo identificado como autor do disparo, já que até então, ele havia dito que quem atirou no pai seria seu irmão mais velho. Disse inclusive que este teria feito uso de drogas momentos antes do crime.

O rapaz foi encontrado pelos policiais no hospital da cidade, querendo ter informações sobre o estado de saúde de Fernando. Até então, os militares não sabiam que ele teria sido o autor do homicídio.

Arma utilizada pelo garoto no crime, que pertencia ao pai. (Foto: Divulgação)
Arma utilizada pelo garoto no crime, que pertencia ao pai. (Foto: Divulgação)

Depois de ouvir testemunha, que estava na casa no momento do crime, a polícia soube que o adolescente, L.F., de 16 anos, era quem havia atirado. Retornando ao hospital para tentar mais detalhes com mais pessoas que acompanharam a entrada de Fernando na unidade, os militares se depararam novamente com o adolescente, apreedendo-o.

Sem demonstrar nenhum arrependimento, o garoto confessou o crime. “Em nenhum momento ele demostrou nervosismo, estava calmo e acusava outra pessoa pelo crime. Ele disse que os pais brigavam muito e desde quando ele tinha 11 anos já havia jurado o pai de morte, porque o mesmo batia em sua mãe", disse o sargento PM, Gregório Ferreira, que acompanhou o caso.

A arma usada no crime, uma pistola calibre 22 foi localizada em cima de um guarda-roupas na casa da família e apreendida.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário