A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

19/12/2014 12:01

André diz que “roga a Deus” para bom governo de Reinaldo Azambuja

Helio de Freitas, de Dourados
Governador André Puccinelli durante inauguração do presídio semiaberto de Dourados, na manhã desta sexta (Foto: Eliel Oliveira)Governador André Puccinelli durante inauguração do presídio semiaberto de Dourados, na manhã desta sexta (Foto: Eliel Oliveira)

O governador André Puccinelli (PMDB) disse hoje em Dourados, a 233 km de Campo Grande, que “roga a Deus” para que o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) tenha um bom governo. Mas duvidou que o governador eleito reduza impostos, como prometeu na campanha eleitoral.

“Se qualquer um dos seis que disputaram as eleições fizesse uma que fosse das medidas que prometeram para reduzir impostos, não paga o salário dos servidores nem o 13º de 2015”, afirmou André ao inaugurar o novo presídio semiaberto da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

Na presença de um padre que deu as bênçãos à nova unidade prisional, o governador disse em tom de brincadeira que os candidatos que prometeram cortar impostos deveriam “ir todos para o inferno”. Depois que o padre fez uma oração, André pegou o microfone novamente e disse que tinha sido informado pelo religioso que o inferno está cheio, portanto todos irão se salvar.

Giroto e TCEAndré Puccinelli falou brevemente sobre a polêmica envolvendo a indicação de Antonio Carlos Arroyo para o TCE (Tribunal de Contas do Estado), situação que desagradou um antigo companheiro do governador, o secretário de Obras Edson Giroto.

Segundo ele, Giroto vai reassumir o mandato como deputado federal. A vaga vem sendo ocupada por Akira Otsubo (PMDB), que deve permanecer na Câmara Federal até o final da legislatura, em 31 de janeiro. Para isso, Puccinelli informou que pediu para o governador eleito Reinaldo Azambuja renunciar o quanto antes ao mandato de deputado, permitindo que Akira permaneça em Brasília por mais um mês.

“Já fiz o pedido através do filho do Reinaldo Azambuja, o Rodrigo, e até o dia 22 essa situação estará resolvida”, afirmou o governador, minimizando uma eventual crise com Edson Giroto.

Gambiarra – O novo presídio semiaberto de Dourados foi inaugurado sem redes de água e energia, apenas com parte do mobiliário e parte das celas com colchões. Para que a solenidade de inauguração fosse realizada, foi instalada uma rede improvisada de energia.

O diretor da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) Deusdete Souza de Oliveira Filho informou que no máximo em 15 dias a unidade estará pronta para receber os internos, atualmente recolhidos em um prédio alugado, na Avenida Hayel Bon Faker, centro da cidade. O novo presídio tem capacidade para 430 presos e já vai começar a funcionar lotado, já que existem 447 internos no regime semiaberto em Dourados.

Mais obras – Além de inaugurar o novo presídio semiaberto, André passa o dia inaugurando obras construídas pelo Estado, cujos recursos foram viabilizados pelo deputado federal Geraldo Resende (PMDB). Entre as obras estão uma nova escola no Jóquei Clube, com 13 salas de aula, o auditório da Escola Estadual Presidente Vargas, a pista de testes do Detran e uma biblioteca na Escola Estadual Vilmar Vieira Matos.

Rede de energia foi improvisada para garantir inauguração de presídio, que só começa a funcionar em janeiro (Foto: Eliel Oliveira)Rede de energia foi improvisada para garantir inauguração de presídio, que só começa a funcionar em janeiro (Foto: Eliel Oliveira)
Jovem é atingida por tiros após discussão com homem em bar
Mulher de 20 anos ficou gravemente ferida ao ser atingida por dois tiros disparados por um homem que ainda não foi identificado. O crime aconteceu po...
Oficial da polícia reage a roubo no meio da rua e mata assaltante a tiros
Danilo Araújo Montania, 22, morreu ao ser atingido por tiros disparados por um homem que ele tentava roubar. O caso aconteceu na noite de ontem (25),...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions