A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/12/2015 09:55

Chuva "sem fim" causa a maior cheia em 50 anos e desabriga famílias

No Barreirão, em Dourados, chuva desta quinta alagou até a igreja da comunidade; em Fátima do Sul, Vila dos Navegantes está alagada

Helio de Freitas, de Dourados
Famílias são removidas de casas da Vila dos Navegantes, em Fátima do Sul (Foto: Washington Lima/Fátima News)Famílias são removidas de casas da Vila dos Navegantes, em Fátima do Sul (Foto: Washington Lima/Fátima News)

A cheia do Rio Dourados e inundações provocadas pela chuva de quase 100 milímetros desta quinta-feira (10) obrigaram moradores a deixarem suas casas em duas vilas localizadas nas margens da MS-376, que liga os municípios de Dourados e Fátima do Sul.

Na Vila dos Navegantes, no município de Fátima do Sul, casas próximas ao rio, que está quase sete metros acima do nível normal, foram alagadas na noite desta quinta-feira e madrugada de hoje. Nesta manhã, os moradores foram retirados com o uso de barcos e levados para o Centro Conviver.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, se a água chegar na MS-376, a ponte, na entrada da cidade, será interditada. A cheia é considerada a maior dos últimos 50 anos.

Usando barcos, os moradores retiraram móveis, roupas, colchões e alimentos. Durante a madrugada, algumas pessoas chegaram a procurar abrigo na igreja Nossa Senhora do Navegantes, mas o local também foi alagado e neste momento as famílias estão sendo levadas para o abrigo improvisado pela prefeitura.

Na comunidade do Barreirão, em Dourados, o alagamento diminuiu durante a noite e os moradores voltaram para casa, mas ontem à tarde várias residências foram inundadas. O local fica longe do rio e o alagamento foi provocado pela água da chuva acumulada nas margens da rodovia.

A chuva alagou parte da lavoura de soja do produtor rural Pedro Buker. Segundo ele, uma área que produziria pelo menos cem sacas de soja foi afetada pela enchente e se continuar chovendo os prejuízos serão ainda maiores.

No Barreirão, moradores usaram barco para sair de casa após chuva de quinta-feira (Foto: Eliel Oliveira)No Barreirão, moradores usaram barco para sair de casa após chuva de quinta-feira (Foto: Eliel Oliveira)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions