A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/01/2016 16:00

Com 260 trabalhadores ativos, fábrica de móveis espera contratar mais 590

Priscilla Peres
Obras começaram ainda em 2015 e já estão em ritmo alto. (Foto: Maria Inês Amaral/Semade)Obras começaram ainda em 2015 e já estão em ritmo alto. (Foto: Maria Inês Amaral/Semade)

As obras da fábrica de placas de fibra de madeira de média densidade (MDF e MDP), em Água Clara - distante 198 km de Campo Grande, estão a todo vapor. Já são 260 pessoas empregadas, mas a previsão é de que no pico das obras, 850 pessoas estejam trabalhando.

A pedra fundamental da Asperbras foi lançada em julho do ano passado, com investimento orçado em R$ 530 milhões. Hoje, o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, esteve no canteiro para avaliar o andamento do empreendimento.

A empresa recebeu incentivos fiscais e apoio do governo do Estado, que entre outras ações, se comprometeu a melhorar estradas vicinais e na colaboração para a formação técnica de trabalhadores. “O apoio da Semade foi fundamental para a decisão de investir R$ 530 milhões na planta de Água Clara. Sem incentivos o projeto não seria viável. Nosso foco é criar nichos de mercado e fazer um atendimento mais seletivo do pequeno e médio consumidor de mdf”, explicou Mário Gavinho, diretor Industrial da Asperbrás.

 

 (Foto: Maria Inês Amaral/Semade) (Foto: Maria Inês Amaral/Semade)

Apoio - A Semade pretende viabilizar convênios com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) para o treinamento dos empregados da Asperbrás. A meta é qualificar profissionais aptos a integrar o futuro pólo moveleiro na região.

Além disso, o governo do Estado e a prefeitura de Água Clara firmaram acordo para a criação de um comitê de acompanhamento que prevê ações preventivas na segurança e saúde. “Também entramos em acordo para que o alojamento dos trabalhadores seja em um terreno do município, para que no futuro a área seja utilizada para outros fins, como habitação”, explicou Jaime Verruck.

“A vinda da Asperbras, a primeira empresa do setor a se instalar no Estado, é um marco no processo de industrialização do município e abre caminho para um novo pólo moveleiro”, avaliou o prefeito de Água Clara, Silas José da Silva.

Capacidade - Assim que for concluída e licenciada, a empresa atuará na fabricação de estruturas de madeira e de móveis, chapas, placas de madeira aglomerada, prensada e compensada com capacidade de produção de 645 m3 de MDF/dia. Foram investidos R$ 350 mil em uma estação provisória de energia para atender somente a construção.

Outros R$ 6 milhões estão sendo aplicados em uma subestação de 138 kVA, que irá garantir a estabilidade energética quando em plena operação.

A participação governamental na segurança também acontece em diferentes segmentos: O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes já aprovou a instalação de pistas de aceleração e desaceleração na entrada da indústria, na BR-262. Já o Governo do Estado acertou com a prefeitura municipal os detalhes de instalação de uma Base de Combate a Incêndios florestais em Água Clara.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions