A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

26/12/2014 10:25

Com nível do rio alto, famílias continuam abrigadas em escola

Caroline Maldonado
Rio Taquarussu permanece alagado próximo a estrada do Pulador (Foto: Jornal O Pantaneiro)Rio Taquarussu permanece alagado próximo a estrada do Pulador (Foto: Jornal O Pantaneiro)
Água alcançou ponte do Taquaruçu na estrada do Pulador (Foto: Jornal O Pantaneiro)Água alcançou ponte do Taquaruçu na estrada do Pulador (Foto: Jornal O Pantaneiro)

O Taquarussu, afluente do Rio Aquidauana surpreendeu turistas e moradores da região nesta quinta-feira (25), ao subir e impedir a passagem em alguns trechos. Na terça-feira (23), o nível do Rio Aquidauana chegou a 8,5 metros acima do nível normal, retrocedeu 20 centímetros, mas continua impedindo que as famílias atingidas por alagamentos retornem as suas casas.

Tiveram que sair de casa, no início da semana, 26 famílias, em Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande. Dessas, oito estão abrigadas na Escola Rotary Club, sendo atendidas pela assistência social da prefeitura, que fornece alimentação.

Segundo a assistente social da prefeitura, Sandra Cristina Gonçalves, uma das famílias que estava no local resolveu voltar para casa, mas sem consentimento a assistência, já que o nível do rio está em 8,3 metros acima do normal.

“Já não tem água dentro das casas, mas os quintais estão alagados ainda, ilhando as residências, por isso não é aconselhável que as famílias retornem”, explica a assistente social.

O Rio Taquarussu, que banha chácaras e fazendas e ainda é usado para prática de esportes aquáticos também permanece alto, segundo o Jornal O Pantaneiro. O afluente corta a rodovia que liga várias colonias da região de Anastácio, a 135 quilômetros de Campo Grande.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions