A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017

22/08/2013 10:18

Criança de 12 anos morre após ter a cabeça quase decapitada em Amambai

Luciana Brazil
Jovem estava sob o efeito de álcool ou drogas. Jovem estava sob o efeito de álcool ou drogas.
Criança estava com sinais de violência pelo corpo. (Fotos:Gazeta News)Criança estava com sinais de violência pelo corpo. (Fotos:Gazeta News)

Um menino indígena de aproximadamente 12 anos foi encontrado morto em uma estrada vicinal, na noite de ontem (21), com a cabeça quase decepada e o com o corpo retalhado por cortes. Próximo a ele, um jovem, de aproximadamente 15 anos, foi localizado em uma valeta, possivelmente sob o efeito de drogas ou álcool.

A criança, que foi mutilada com violência, teve o corpo retalhado por golpes que podem ser de facão. Ainda não há confirmação da arma usada no crime, sabe-se apenas que foi uma arma branca.

O jovem encontrado vivo estava às margens da estrada, dentro de uma vala, coberto por capim. Ele não tinha marca de sangue nas roupas. De acordo com o site Gazeta News, o jovem estava grogue, aparentemente sobre o efeito de drogas ou álcool.

As vítimas estavam na estrada próxima a uma ponte que separa a comunidade indígena de uma região de chácaras. Eles foram localizados por uma equipe da Sesai (Secretaria Especial da Saúde Indígena).

Moradores da reserva indígena acreditam que as vitimas foram atacadas quando seguiam para tomar banho em um riacho. Eles foram vistos por volta das 11 horas da manhã, descendo em direção a ponte, onde fica o riacho, segundo o site Gazeta News.

A polícia suspeita que eles tenham sido perseguidos pelo assassino. A criança não teria conseguido fugir e outro jovem se escondeu. O crime pode ter ocorrido por volta das 20 horas.

Continuam abertas as inscrições para mestrado em Agronegócios da UFGD
A UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) segue com inscrições abertas para o processo seletivo do mestrado em Agronegócios, para candidatos i...
MPE apura em inquérito possível irregularidades no CCZ de Dourados
O MPE-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) apura desde o início do mês em inquérito civil a existência de irregularidades ambienta...



Nossa!!! que imagens horríveis...fiquei péssima só em olhar.
A que ponto o ser humano é capaz de praticar tal ato de violência, simplesmente repugnante.
Meus sinceros sentimentos, à famíla dessa pobre criança.
 
Neyde de Oliveira em 22/08/2013 12:02:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions