ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, QUARTA  25    CAMPO GRANDE 23º

Interior

DOF caça na linha de fronteira quadrilha que invadiu pelotão em Antônio João

Por Mariana Lopes e Aline dos Santos | 30/11/2013 11:03
Policiais foram rendidos e mantidos em viatura. (Foto: Geraldo Ferreira)
Policiais foram rendidos e mantidos em viatura. (Foto: Geraldo Ferreira)

Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) estão empenhados na busca pela quadrilha que invadiu o pelotão da Polícia Militar na madrugada de hoje, em Antônio João, cidade distante 279 quilômetros de Campo Grande.

O comandante de Policiamento do Interior, coronel Holivaldo de Jesus Muniz, disse na manhã de hoje, durante o lançamento da campanha de policiamento de final de ano, que o local onde ocorreu a ação dos bandidos fica a 10 minutos da fronteira com o Paraguai, por isso há grande possibilidade de o grupo já estar no país vizinho.

“Temos uma fronteira seca e vulnerável”, pontuou o comandante. Ele ainda ressaltou que os crimes na região com o Paraguai são mais violentos por envolver o tráfico de drogas.

Contudo, o comandante afirmou que as equipes da Polícia Militar estão comprometidas nas buscas, e contam ainda com o apoio do serviço reservado da PM. “Se os integrantes estiveram no Brasil, nós vamos pegá-los”, garantiu o coronel.

O comandante destacou que provavelmente os assaltantes estivessem em mais de um carro, pois se trata de um grupo grande, com cerca de 10 a 12 integrantes. Os bandidos levaram duas pistolas dos policiais, além de celulares, coletes a prova de bala, e também quebraram vários objetos do prédio do pelotão.

De acordo com a Polícia Militar de Antônio João, o objetivo da quadrilha era assaltar a agência do Bradesco. Os bandidos chegaram a estourar o cofre do banco, mas fugiram sem levar o dinheiro. Os assaltantes ainda renderam, ameaçaram e agridiram os militares.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário