A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/11/2015 15:17

Em dois dias, 200 pescadores são cadastrados para receber seguro-defeso

Priscilla Peres
Pescadores estão sendo atendidos na sede da colônia. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Pescadores estão sendo atendidos na sede da colônia. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Em dois dias, 200 pescadores profissionais procuraram a Colônia de Pescadores Z-1 em Corumbá - distante 419 km de Campo Grande, para solicitar o seguro-defeso. A piracema começou oficialmente hoje e a previsão é de que 1.500 profissionais sejam cadastrados este ano.

Em Mato Grosso do Sul, 3,2 mil pescadores profissionais podem solicitar o seguro. Os cadastrados terão direito a receber um salário mínimo durante os quatro meses da piracema, que termina em 28 de fevereiro de 2016.

Segundo informações do site Diário Corumbaense, o atendimento pode ser feito na sede da Colônia ou nos serviços intinerantes. Amanhã, o serviço será oferecido em Albuquerque de manhã e à tarde no Porto Morrinho. No dia 12, a equipe vai até os pescadores da Barra de São Lourenço e o Castelo.

“Esse cadastro é importante para aquele que vive da pesca, se ele realmente vive da pesca, ele está no direito dele”, afirmou Angélica de Lima Silva, presidente da Colônia Z-1. O benefício começa a ser pago no dia 05 de dezembro.

Para solicitar o benefício, é necessário que o pescador se dirija à sede da colônia com boletos da mensalidade da Colônia Z-1 de 2014 e 2015 pagos, deve apresentar nota fiscal do pescado, carteira de pesca e protocolo de manutenção, RG autenticado em cartório, CPF, NIT, CEI, comprovante de endereço, carnê do GPS 2015 pago de março até outubro de 2015, cartão cidadão ou bolsa família e deve levar uma pasta para arquivo do seguro. É necessário apresentar duas cópias de cada documento



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions