ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  17    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Encontrado com mãos cortadas foi sequestrado por seis homens no Paraguai

Filha de Catalino Benítez Chena procurou polícia para falar que morto é seu pai

Por Helio de Freitas | 26/02/2021 13:06
Corpo com as mãos cortadas foi jogado em rua de terra em Paranhos (Foto: Direto das Ruas)
Corpo com as mãos cortadas foi jogado em rua de terra em Paranhos (Foto: Direto das Ruas)

Foi identificado pela filha o corpo encontrado hoje (26) com as mãos cortadas em uma rua de terra em Paranhos, a 469 km de Campo Grande. A vítima foi o paraguaio Catalino Benítez Chena, 56, que morava em Ypejhú, cidade paraguaia separada de Paranhos apenas por uma rua.

Suspeito de pertencer a uma quadrilha de ladrões de gado na fronteira, Catalino foi sequestrado em casa por seis homens armados na madrugada hoje. Horas depois, foi encontrado morto no bairro Novo Horizonte II, em Paranhos, a mil metros da Linha Internacional.

Com sinais de tortura, o corpo tinha profundos cortes na cabeça provocados possivelmente por golpes de facão. As duas mãos foram decepadas dos braços e deixadas sobre o peito da vítima. Essa mensagem macabra é usada por grupos de extermínio da fronteira para apontar pessoas suspeitas de furtos.

Nancy Estela Benítez Benítez, filha de Catalino, procurou a sede da Polícia Nacional em Ypejhú e contou que os sequestradores invadiram a casa da família por volta de 1h30 da madrugada e levaram seu pai. Ela ainda não tinha visto o corpo, mas afirmou com certeza que se tratava do pai.

Segundo informações ainda não confirmadas pela polícia, Catalino era suspeito de furtar gado na região de Itanará (a 50 quilômetros de Ypejhú) e vender na Linha Internacional com Mato Grosso do Sul.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário