A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

18/02/2013 17:52

Exames descartam dengue como causa de morte de médico em Dourados

Nícholas Vasconcelos

A Secretaria Municipal de Saúde de Dourados nega que o médico Munir Faker, que morreu neste domingo (17) tenha sido vítima de dengue. De acordo com a Prefeitura, dois exames de sangue não apontaram a presença de anticorpos do vírus da doença.

A certidão de óbito assinada pelo médico Juliano Souza Sanches aponta que as causas da morte foram infecção respiratória, AVC (Acidente Vascular Cerebral) e febre hemorrágica. Conforme o documento, nenhuma delas relacionada à dengue.

Segundo a secretaria, mesmo com a negativa dos exames uma terceira amostrar foi colhida e enviada para o Lacen (Laboratório Central), da Secretaria de Estado de Saúde, em Campo Grande.

Dourados t em 305 notificações, com 202 casos confirmados. Segundo o último boletim epidemiológico estadual, o segundo maior município de Mato Grosso do Sul está 52ª posição em número de casos.

Até o momento, o Estado tem 36.524 casos notificados de dengue.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions