ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  17    CAMPO GRANDE 35º

Interior

Famílias ameaçam trancar rodovia após corte de ligações clandestinas de luz

Por Ricardo Campos Jr. | 26/01/2017 12:39

Moradores de uma comunidade localizada na sitioca Campo Belo em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, ameaçam bloquear a BR-463. As 150 famílias reclamam do corte no fornecimento de energia elétrica nesta quinta-feira (26), o que segundo a Energisa se deu em razão da existência de ligações clandestinas no local.

Segundo informações do site Dourados News, a área foi ocupada ainda na gestão de Murilo Zauith por pessoas expulsas do residencial Dioclécio Artuzi durante reintegração de posse.

As famílias montaram barracos de alvenaria e madeira, fazendo os chamados “gatos” na rede elétrica para terem acesso à energia. A concessionária chegou a cortar o fornecimento ilegal há algum tempo, mas os moradores refizeram as ligações.

Diante da insistência na irregularidade, a Energisa precisou do apoio da PM (Polícia Militar) para refazer o corte.

Os moradores não estão se negando a pagar pelo serviço e pedem a regularização, o que só poderia ser feito se eles tivessem posse sobre os terrenos. Diante disso, uma comissão foi até a prefeitura para conversar com a prefeita Délia Razuk (PR). Se a situação não for resolvida, eles ameaçam trancar a pista que liga o município a Ponta Porã.

Segundo a concessionária, além de ser crime e gerar impacto nas tarifas de clientes regulares, as ligações clandestinas oferecem riscos à população.

Confira a nota na íntegra

A Energisa esclarece que os moradores da Sitioca Campo Belo estavam utilizando a rede de energia elétrica de forma ilegal por meio de ligações clandestinas. O fornecimento foi interrompido na manhã desta quinta-feira para garantir a segurança no local.

Vale ressaltar que a concessionária atua em todo o Estado no combate a furtos de energia, uma obrigação regulatória determinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Além de ser crime e gerar impacto nas tarifas de clientes regulares, as ligações clandestinas oferecem riscos à população, sobrecarregam e comprometem a confiabilidade da rede de distribuição de energia.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário