A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

04/04/2013 08:34

Indígena é espancada e acorrentada por marido e filho na aldeia Bororó

Luciana Brazil

Uma indígena de 69 anos foi espancada e acorrentada pelo marido e pelo filho, ontem, na Aldeia Bororó, na reserva indígena de Dourados.

Os agressores foram autuados em flagrante por lesão corporal e enquadrados na Lei Maria da Penha. Segundo o site Dourados Agora, o marido, de 45 anos, e o filho da indígena de 48 anos, fruto de um casamento anterior, atacaram a mulher com socos e pontapés.

A vítima foi acorrentada e espancada. As agressões tiveram início após uma discussão. Os três estavam juntos consumindo bebida alcoólica.

A vítima foi socorrida por agentes da Força Nacional e encaminhada ao Hospital da Vida. Os agressores foram detidos em flagrante. O delegado não arbitrou fiança diante das graves lesões sofridas pela vítima.




Comportamento como esse,não é,de forma alguma comum nas comunidades indigenas e muito menos o consumo de drogas.A aldeia Bororo,está a beira da BR e vizinha de Dourados, o que facilita o mau costume do homem branco,e como um infrator -bandido qualquer esses dois elementos devem ficarem presos e ainda levar um corretivo pra saber que na sociedade branca tem autoridade e nossas mulheres mereçem respeito,ainda mais uma idosa.Ao delegado q cuida do caso é bom analisar se esses malandros não só infringiram a Maria da Penha como tambem o estatuto do idoso e etc. Cadeia neles! Nessa hora cadê o tal do CIMI e a famigerada FUNAI??? Mas tambem nada vai adiantar,o caso é de POLICIA.("o marido de 45 a. e o filho de 48a...praga de outro casamento...é óbvio,né?)
 
samuel gomes-campo grande em 04/04/2013 09:34:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions