ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Operação da Polícia Federal contra PCC cumpre dois mandados em Dourados

Morador da região leste foi preso na Operação Njörd, que acontece simultaneamente à Operação Flashback II

Por Helio de Freitas, de Dourados | 28/07/2020 10:53
Delegacia da Polícia Federal em Dourados, onde homem foi preso em operação contra o PCC (Foto: Dourados Agora)
Delegacia da Polícia Federal em Dourados, onde homem foi preso em operação contra o PCC (Foto: Dourados Agora)

Dois mandados, um de busca e outro de prisão, foram cumpridos nesta terça-feira (28) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, durante a Operação Njörd, deflagrada pela Polícia Federal de Alagoas contra a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

A operação da PF ocorre simultaneamente à Operação Flashback II, feita hoje pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) em Mato Grosso do Sul e outros dez Estados, também tendo a facção criminosa como alvo.

Não foram divulgados detalhes dos mandados cumpridos em Dourados, mas o morador de um conjunto de quitinetes nas proximidades da Escola Estadual Floriano Viegas Machado, na região leste da cidade, foi preso. Ele seria oriundo de Fortaleza (CE) e atualmente cumpria prisão domiciliar.

Conforme a PF, a Operação Njörd cumpre 29 mandados de prisão e 22 mandados de busca e apreensão – 11 em Maceió (AL), 7 em São Paulo (SP), 1 em Almirante Tamandaré (PR), 1 em Itabirito (MG) e 2 em Dourados.

A PF cumpre ainda bloqueios judiciais em quatro contas bancárias utilizadas pela organização criminosa para receber o dinheiro do tráfico de drogas.

Conforme a Polícia Federal em Alagoas, as diligências continuam para prender outros dez integrantes da quadrilha e para analisar a movimentação bancária das contas usadas pelos traficantes. O objetivo é identificar os destinatários do dinheiro proveniente da venda de drogas no Estado alagoano.

Em Maceió, capital alagoana, a maioria dos mandados foi cumprida no bairro da Pescaria, antes conhecido pela tranquilidade, mas que passou a ser dominado pelos traficantes. Por isso o nome da operação. Njörd, na mitologia nórdica era o Deus da Fertilidade e protetor dos pescadores.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário