ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 30º

Interior

PMs de Bodoquena também foram filmados em abordagem com pisão na cabeça de jovem

Depois de cenas de espancamento em quartel, é mais um caso de agressão envolvendo o batalhão

Por Guilherme Correia | 22/11/2020 11:58


Há pouco mais de uma semana, durante comício de candidata à prefeitura de Bodoquena, um homem, de 24 anos, foi agredido por policia militar no meio da rua, depois de, segundo boletim de ocorrência, ter desacatado ordens oficiais. Um dos PMs envolvidos nessa ocorrência, o 2º tenente André Luiz Leonel, é o mesmo flagrado chutando uma mãe algemada em setembro em Bonito, também sob justificativa de desacato.

Vídeo enviado pelo Direto das Ruas mostra o rapaz  imobilizado por três policiais, enquanto o quarto fica em pé ao lado. Tentando se livrar deles, o homem se debate. Em dado momento, um dos policiais, que não é possível identificar qual especificamente, pisa com foça na cabeça do homem.

Conforme consta em Boletim de Ocorrência, a ação policial foi filmada por uma testemunha, que teve o celular apreendido.

O caso aconteceu por volta das 20h de 14 de novembro, na Avenida Manoel Rodrigues de Oliveira, no Centro do município distante 269 quilômetros da Capital. De acordo com boletim de ocorrência, Guarnição da Polícia Militar acompanhava carreta da Girleide (MDB) e orientava pedestres que estavam na rua a irem para a calçada, como forma de manter ordem e segurança.

Segundo o registro, o 2º Tenente Leonel ordenou que o rapaz, de 24 anos, se dirigisse até o canteiro central como forma de organizar a disposição das pessoas na rua, mas ele teria desobedecido a ordem, em tom "extremamente agressivo", inclusive, com ameaças aos militares: "Vai tomar no c... Sei onde você mora e vou te matar". Depois de receber voz de prisão, ele tentou se desvencilhar da equipe policial e entrou em luta corporal com Leonel e com o 3º Sargento identificado no Boletim de Ocorrência com Benevides.

Os policiais então o imobilizaram com uso de algemas como forma de "cessar a injusta agressão e resguardar sua integridade física, bem como dos policiais militares".


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário