A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/04/2016 14:58

Prefeito diz que caravana zera fila de quem espera por cirurgia há anos

Helio de Freitas, de Dourados
Caravana da Saúde começou hoje em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Caravana da Saúde começou hoje em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

O prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), elogiou hoje (14), ao participar da abertura da Caravana da Saúde, a iniciativa do governo do Estado em trazer o programa para a cidade, onde pelo menos 15 mil pessoas devem ser atendidas durante a décima edição do mutirão. As ações começaram nesta quinta-feira no Complexo Jorge Antônio Salomão, o “Jorjão”, no Jardim Água Boa, e seguem ate o dia 26.

Murilo destacou as ações da caravana como uma “importante iniciativa do governo do Estado” para desafogar os serviços de saúde e lembrou que a prefeitura é parceria do projeto, disponibilizando a infraestrutura, agendamento dos procedimentos, fornecendo alimentação para as equipes e cedendo profissionais.

Segundo o prefeito, os serviços vão contribuir “de forma significativa” para zerar filas de exames e de cirurgias eletivas, “um grande gargalo do município”.

O secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira, admitiu que apesar de investir acima do teto previsto em lei, o município não conseguiu, sozinho, atender toda a demanda.

“Sempre investimos em saúde mais do que as nossas possibilidades e estamos sempre cobrando do Estado e da União mais investimentos para solucionar problemas como as cirurgias eletivas, principalmente de catarata. Essa parceria com o Estado é também resultado desse trabalho incessante da atual administração”, afirmou.

Atendimento após anos de espera – Moradora na aldeia Bororó, Sandra Rodrigues, 38, procurou a Caravana da Saúde para fazer consulta de oftalmologia que aguardava há muito tempo. Com muita dor no olho, ela espera ter uma vida melhor após a cirurgia de catarata.

Nilma França Leite, 66, e o marido, o agricultor Arnaldo Alves Leite, 76, também procuraram atendimento no primeiro dia. Ambos têm problemas nos olhos e estavam na fila do SUS (Sistema Único de Saúde). “Tinha mil pessoas na frente do meu marido e ele já tem 76 anos de idade. Acho que não estaria mais entre nós quando fosse chamado, assim como muitas pessoas que morrem na fila de espera. Aqui na Caravana cheguei bem cedinho e já estou sendo atendida”, disse ela.

De amanhã (15) até domingo (17) serão os dias “D” da Caravana da Saúde em Dourados. Além da oftalmologia, serão iniciadas consultas de outras especialidades, como ortopedia, urologia, ginecologia, otorrinolaringologia e proctologia.

Entretanto, a Secretaria de Saúde explica que no caso dessas cirurgias o atendimento é para pessoas que receberam ligação para agendamento. A ideia é desafogar a fila de espera de pessoas já cadastradas no Sisreg (Sistema Nacional de Regulação).

Polícia carioca pede extradição de traficante preso no Paraguai
A extradição do traficante Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, preso na cidade de Encarnación, no Paraguai, perto da fronteira com Mat...
Uems recebe inscrições em seleção para cursos de Educação à Distância até dia 22
Seguem abertas até 22 de dezembro as inscrições no processo seletivo de cursos de graduação e pós-graduação, na modalidade EaD (Educação à Distância)...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions