A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

25/09/2014 15:05

Quadrilha formada por detentos do semiaberto assaltou joalheria

Helio de Freitas, de Dourados
Acusados de assalto à joalheria em Dourados foram apresentados na tarde desta quinta (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Acusados de assalto à joalheria em Dourados foram apresentados na tarde desta quinta (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

Uma quadrilha formada por sete pessoas, sendo três detentos do regime semiaberto – um eles membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) – foi desmantelada pela Polícia Civil e Polícia Militar acusada de praticar assaltos em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.

Estão presos Luiz Paulo Dambroski, 25, Cleiton Azevedo Cândido, 20, Jamerson Sidney Pereira, 22, Leandro Dutrelo Petrieti, 27, André Firmino da Silva, 21, Ronaldo Chaves Martini, 21, e um adolescente de 17 anos.

Dambroski, Cleiton e Jamerson são internos do regime semiaberto. O primeiro é de Camboriu (SC), mas vinha morando em Dourados, onde cumpria pena. Ele seria integrante do PCC.

O grupo é acusado de assaltar uma joalheria no fim da tarde de ontem, na Avenida Hayel Bon Faker, centro de Dourados. Dois assaltantes, um deles armado, entraram na loja, dominaram o comerciante de 47 anos e fugiram levando 40 envelopes com peças de clientes, 15 relógios do estoque da loja, dois relógios de pulso de clientes, 80 peças de semijóias, uma pulseira, um pingente, um telefone celular e R$ 600 em dinheiro.

Na tarde desta quinta-feira o delegado titular do SIG, Adilson Stiguivitis, vai conceder coletiva de imprensa para detalhar a prisão da quadrilha. As primeiras informações revelam que Luiz Dambroski e André pilotaram as duas motos usadas no assalto. As motocicletas foram apreendidas, assim como a arma usada no assalto, um revólver calibre 38.

Cleiton e Leandro teriam entrado na joalheria e dominado o comerciante. Jamerson, conhecido como Jajá, teria sido o responsável por negociar os produtos roubados. Já Ronaldo Martini escondeu a arma. Ao saber que a polícia estava no encalço da quadrilha ele entregou o revólver para o adolescente. Ainda não há informação se Ronaldo teve outro tipo de envolvimento no assalto.

Senac segue com inscrições abertas em quatro cursos profissionalizantes
O Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) de Aquidauana - cidade localizada a 135 km de Campo Grande - que está com inscrições abertas par...
Por causa da filha e cansada de fugir, mulher decide se entregar à polícia
Uma situação inusitada ocorreu em Bonito na noite de domingo (28): uma mulher, de 35 anos, que não teve o nome revelado, procurou a PM (Polícia Milit...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions