ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Rapaz é executado com tiro na cabeça por dupla de capacete em bar

Autores chegaram de moto, perguntaram se havia vinho em bar e na sequência mataram a vítima

Por Dayene Paz e Helio de Freitas, de Dourados | 03/04/2024 06:35
Bar onde vítima foi morta, em Dourados. (Foto: Sidney Bronka/Ligado na Notícia)
Bar onde vítima foi morta, em Dourados. (Foto: Sidney Bronka/Ligado na Notícia)

Mário Sérgio de Oliveira Matos, de 35 anos, foi executado com tiro na cabeça, na madrugada desta quarta-feira (3), quando estava em um bar, na Rua Filomeno João Pires, na Vila Ubiratã, em Dourados, a 251 km de Campo Grande. Os suspeitos chegaram em uma motocicleta e usavam capacetes.

Segundo o boletim de ocorrência, testemunhas informaram que momentos antes Mário estava jogando sinuca e enviou áudios para a ex-companheira dizendo que era para ela ficar com o atual convivente "noiado" e, em outra mensagem, que não tinha medo de "soldadinho do inferno".

Momentos depois, dois homens chegaram em uma motocicleta de origem paraguaia, entraram no bar usando capacetes e perguntaram se tinha vinho. Na sequência, um deles mirou a arma para a cabeça de Mário, que estava de costas no celular, e efetuou um tiro contra a cabeça da vítima. O rapaz morreu antes da chegada do socorro.

A polícia encontrou o celular da vítima e teve acesso ao teor das mensagens que estavam encaminhadas à ex-companheira antes de ser morto. Em áudio, a vítima lamentava o fim do relacionamento e dizia que o homem que ela estava era um "nóia, vendedor de droga, soldadinho do inferno e, que ele não tinha medo ele trombar de frente com esse tipo de gente". A mulher respondeu que era para Mário parar de ligar fora de hora. Ao final do último áudio, ainda é possível ouvir barulho de dois disparos de arma.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias