ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Suspeitos de espancar policial militar e roubar arma de fogo são presos

Crime aconteceu na madrugada de sábado (29), e os suspeitos presos no fim da tarde do mesmo dia

Por Richelieu de Carlo | 29/01/2017 10:07
Cristiano Mendonça e Gustavo Diego Pereira Dosa no 3º BPM em Dourados. (Foto: Dourados News)
Cristiano Mendonça e Gustavo Diego Pereira Dosa no 3º BPM em Dourados. (Foto: Dourados News)

Foram presos três suspeitos de terem participação na agressão e roubo da arma de fogo do policial militar Lucas Vinicius Nascimento Santana, em frente a uma conveniência na região central de Dourados, município distante 233 km da Capital. O crime aconteceu na madrugada de sábado (28), com a prisão dos suspeitos no fim da tarde do mesmo dia.

Segundo o site Dourados News, com informações da Polícia Militar do município, foram presos Nivaldo Souza Santos de 36 anos, morador no Parque Alvorada; Gustavo Diego Pereira Dosa de 18 anos morador no Parque Alvorada; Cristiano Mendonça Almeida de 24 anos morador no Jardim Flórida.

Um quarto suspeito está foragido, Givaldo Souza Santos de 24 anos, que é irmão de Nivaldo e que seria um dos autores das agressões.

No registro policial, Gustavo estava com a arma do PM, já Cristiano é quem tentava vender a arma roubada do policial.

Ao serem detidos consta que Nivaldo alegou que estava no local, porém, nega participação nas agressões. Ele disse ainda que na confusão teve disparos, pois segundo ele, havia várias pessoas armadas e ele foi ferido na perna esquerda.

Já Gustavo disse que estava com a arma, mas não participou das agressões e Cristiano alegou que estava vendendo, mas também não participou das agressões.

Consta ainda, que a polícia investiga a participação na agressão de outras quatro pessoas. Diante dos fatos os acusados foram autuados por roubo, resistência à prisão e posse ilegal de arma.

Arma recuperada pela polícia. (Foto: Dourados News)
Arma recuperada pela polícia. (Foto: Dourados News)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário