A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/06/2016 20:35

Trio sequestra jovem na fronteira e mobiliza policiais de MS no Paraguai

Jovem de 19 anos foi resgatado e R$ 30 mil pagos para liberdade dele foram recuperados. Um já foi preso e dois estão foragidos no país vizinho

Leandro Abreu
Cativeiro no meio da mata do lado paraguaio foi usado para esconder refém enquanto criminosos negociavam resgate. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Cativeiro no meio da mata do lado paraguaio foi usado para esconder refém enquanto criminosos negociavam resgate. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Troca de tiros com criminosos, dinheiro de resgate abandonado e um homem preso. Tudo isso em uma ação envolvendo policiais brasileiros e paraguaios no país vizinho.

Essas foram algumas das cenas do sequestro de um jovem de 19 anos, filho do caseiro de uma fazenda em Bela Vista, cidade a 322 quilômetros de Campo Grande, que mobiliza agentes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros), da delegacia do município e da Polícia Nacional paraguaia desde domingo (26). Um dos três criminosos envolvidos foi preso na tarde desta terça-feira (28).

De acordo com o delegado Fábio Peró, do Garras, o trio vinha atuando no município e realizando assaltos em propriedades rurais, levando dinheiro e armas de fogo. Para fugir, eles sempre levavam um refém que era liberado em seguida. “Eles já tinham roubado pelo menos quatro fazendas assim. Chegam pelo rio Apa, rendem o caseiro e roubam armas, comidas e objetos de valores. Mas nesse caso, que ocorreu no domingo (26), o refém não foi libertado em seguida. O filho do caseiro, um jovem de 19 anos, foi levado”, comenta.

Para tentar não ser preso pela polícia brasileira, o trio composto por dois paraguaios e um brasileiro, fugiam sempre para o país vizinho. Eles ficaram esta segunda-feira (27) em um cativeiro no meio da mata e negociando o resgate do jovem.

“Começaram pedindo R$ 100 mil, mas em negociação abaixamos para R$ 30 mil, que o proprietário da fazenda aceitou pagar. Marcamos o local no Paraguai, as equipes se posicionaram e assim que liberaram o refém fizemos um cerco rápido para tentar prendê-los. Quando conseguimos visualizar um dos autores houve troca de tiros e conseguiram fugir, mas deixando o dinheiro para trás”, detalhou Peró.

Após isso, as equipes focam nas buscas dos criminosos. “Nossa preocupação é que eles estão fortemente armados, pois em cada fazenda que roubavam, levaram armas. A vítima do sequestro disse ter visto pelo menos 10 armas de fogo dentro do barco. Nossa intenção é prendê-los e também tirar de circulação essas armas”, completou o delegado.

Nesta terça-feira (28), o barco e o motor da vítima que também foram roubados foram localizados e a PM (Polícia Militar) da cidade prendeu o brasileiro Leomar Aparecido Alves da Silva, 31 anos, durante a tarde em Bela Vista. “Ele confessou o crime e nos confirmou a identidade dos outros dois envolvidos, que já tínhamos identificado. Ele foi preso e autuado em flagrante por roubo, extorsão mediante sequestro e associação criminosa”.

O trabalho do Garras, delegacia de Bela Vista e da Polícia Nacional paraguaia continua em busca dos outros dois envolvidos que provavelmente estão do lado paraguaio. Para que não atrapalhe nas investigações e buscas, a identidade dos dois paraguaios não foi divulgada pelo Garras.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions