ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 19º

Interior

"Tudo é suposição", diz delegado sobre furto de corpos de bebê e de adolescente

Polícias Civil e Militar trabalham em conjunto para tentar localizar os suspeitos do crime

Por Bruna Marques | 19/05/2024 13:31
Parte interna do Cemitério São Vicente de Paula, onde corpos foram furtados (Foto: Divulgação)
Parte interna do Cemitério São Vicente de Paula, onde corpos foram furtados (Foto: Divulgação)

O bebê e a adolescente de 12 anos que tiveram os corpos furtados do Cemitério São Vicente de Paula, na madrugada deste domingo (19), em Ponta Porã, distante 313 quilômetros de Campo Grande, morreram de forma natural, segundo a Polícia Civil.

"Por esse motivo não tem uma linha de investigação palpável, no meu entendimento não tem coisa relacionada a briga familiar. Em uma investigação mais aprofundada vamos ver se tem relação a questão religiosa, mas agora é tudo suposição”, explica o delegado Maurício Varga, responsável pelas investigações.

A adolescente havia sido sepultada há 15 dias. Quem encontrou os túmulos abertos foi o vigia do cemitério que chegou para trabalhar hoje, por volta das 6h e percebeu a falta.

Equipes das polícias Civil e Militar estão em busca de imagens e informações para tentar localizar os suspeitos pelo crime. “A prioridade agora é encontrar os suspeitos para poder dar respostas as famílias. Posteriormente vamos buscar a motivação”, esclareceu.

Segundo Maurício, os corpos estavam sepultados próximos um do outro. De acordo com o boletim de ocorrência, além dos túmulos do bebê e da adolescente, outra cova foi mexida, mas o corpo foi deixado no local.

O caso foi registrado como destruição, subtração ou ocultação de cadáver, na delegacia de Ponta Porã. Até o momento ninguém foi preso e os corpos não foram localizados.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias