A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

10/09/2013 10:25

Vigilância recebe laudo da pizza que criança comeu antes de morrer

Evelyn Souza

A Secretaria de Vigilância Sanitária já está com parte dos laudos realizados nos ingredientes da pizza que a criança de três anos se alimentou, antes de passar mal e de morrer, segundo a família, por intoxicação alimentar, no hospital de Nova Andradina.

Segundo o coordenador da Vigilância, Lúcio Roberto Tolentin, os laudos que chegaram nessa segunda-feira (9) são de alimentos como a mussarela e o presunto e não apontaram irregularidades.

A Vigilância aguarda agora o laudo de outros produtos, principalmente do palmito. “Esse exame está sendo feito em São Paulo, que é referência”. O instituto vai avaliar se a intoxicação alimentar foi em decorrência do palmito, que pode ter provocado o botulismo, uma infecção bacteriana.

A criança morreu no dia 17 de agosto, segundo a família, com suspeita de intoxicação alimentar após comer uma pizza em Nova Andradina. Carlos Eduardo, de 3 anos relamou de dores abdominais depois que comeu o alimento, consumido em um bar novo da cidade, que fica na Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade.

Ele foi encaminhado para o Hospital Regional Francisco Dantas Maniçoba e chegou a receber alta no domingo (18) pela manhã, mas voltou ao hospital se queixando de mal estar. A criança acabou falecendo, segundo a família, por intoxicação alimentar. A irmã dele, de 9 anos, também foi internada com suspeita de intoxicação, mas recebeu alta no dia 20 de agosto. O Hospital descarta a hipótese da menina ter se sentido mal, por conta da pizza.

O estabelecimento segundo o coordenador da Vigilância, era cadastrado apenas como bar e o atendimento como pizzaria, foi interditado.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions