A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/05/2010 11:58

Irmão de ganhador da Mega-Sena será transferido para MT

Redação

Fabiano Barros Leão, acusado de planejar, em parceria com o pai Francisco Serafim de Barros, o assassinato do irmão Fábio Barros, que ganhou R$ 29 milhões na Mega-Sena, será transferido para Juscimeira, no Mato Grosso.

Pai e filho estavam presos no Garras, em Campo Grande, desde sábado, mas Francisco, que era superintendente da Fiemt (Federação das Indústrias de Mato Grosso), foi liberado ontem à noite. Também estão soltos os quatro homens acusados de serem contratados para matar o vencedor da Mega-Sena.

Fabiano permanece preso por porte ilegal de arma. Ao ser detido, ele portava uma pistola 380, e na sede da fazenda foram localizadas outras três armas de fogo, sendo duas espingardas calibres 12 e 36 e um revólver calibre 22, todas municiadas, além de mais de 100 munições guardadas em caixas.

De acordo com o delegado do Garras, Rodrigo Yassaka, o grupo será indiciado por formação de quadrilha. Segundo o delegado, eles não foram enquadrados em tentativa de homicídio porque ainda era um ato "preparatório".

A descoberta do plano aconteceu quando a PRF (Polícia Rodoviária Federal) parou um veículo e encontrou arma, munição e um envelope com fotos do vencedor da Mega-Sena e da namorada dele. A jovem mora em Campo Grande.

Os suspeitos Ademar Oliveira da Silva e Maxwell Silva dos Santos disseram que eram de parentes. Mas um dos policiais rodoviários é primo da moça da fotografia e desconfiou da versão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions