A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/10/2009 18:01

Jovens acusam apenas um por morte de garota de programa

Redação

Dois jovens procuraram se isentar de responsabilidade e tentaram atribuir apenas a um, Leonardo Leite Cardoso, o assassinato da garota da programa Claudinéia Rodrigues, a Néia, 25 anos, ocorrido em 8 de maio deste ano. Os três foram interrogados hoje à tarde pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos.

O primeiro a ser ouvido foi Hugo Pereira da Silva, que negou qualquer participação nos crimes. Ele e Fernando Pereira Verone contaram a mesma versão no início. Que tinham saído de casa para ir a faculdade, mas acabaram pegando Cardoso e foram passear no Parque dos Poderes.

Confirmaram a versão de que o jovem, Leonardo, sugeriu um assalto para arrumar dinheiro. No entanto, os dois rejeitaram a proposta. Cardoso, em depoimento hoje à tarde, negou que tenha proposto o roubo para arrumar dinheiro.

Garotas - Hugo e Fernando contaram que Leonardo sugeriu ao trio um programa diferente. A proposta levou o grupo a encontrar duas garotas de programa e leva-las para um motel na saída para São Paulo. Hugo disse que não queria fazer o programa. Já Leonardo disse que ele sugeriu a contratação das garotas.

Hugo relatou ao juiz que passou a dirigir porque não queria o programa. Em seguida, Leonardo teria tentado enforcar a outra garota, que se defendeu e acabou se jogando do veículo. Néia continuou com o grupo e ele contou que ficou muito nervoso, parando o carro na região próxima da Avenida Duque de Caxias.

Ao sair para telefonar para uma amiga, Hugo contou que viu Leonardo dar uma rasteira e atingir Néia com pedradas. Ela teria implorado aos jovens que não a matassem, porque tinha três filhos. Hugo disse que viu Leonardo desferir-lhe quatro golpes, incluindo-se um na cabeça.

Quando ia embora, os três enfrentaram um incidente, furou o pneu do carro. Eles pararam para troca-lo. Neste momento, Hugo aproveitou e foi embora, deixando os dois jovens.

Fernando - Quase a mesma versão foi apresentada por Fernando Verone. Ele contou que após a agressão e a garota ter se jogado do veículo, Leonardo pediu para Hugo dirigir mais rápido. Os três discutiram e Hugo argumentou que Néia tinha filhos.

No entanto, Leonardo teria se ajoelhado sobre a garota e lhe desferido pedradas, sendo que a primeira atingiu a cabeça da vítima. Depois deixaram o local do acidente. Após trocar o pneu do veículo, ele e Leonardo teriam retornado ao local do crime. Na ocasião, o outro desceu do carro e ele ouviu um o som de uma pancada.

Principal

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions