ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 17º

Cidades

Laudo deve esclarecer morte de pecuarista de Cassilândia

Por Redação | 07/09/2009 16:56

A Polícia Civil de Aparecida do Taboado deve receber nesta semana o laudo sobre o resultado da exumação no corpo do pecuarista Ari Braz Dias, encontrado morto com um tiro na cabeça próximo da ponte sobre o Rio Paraná no dia 15 do mês passado.

Segundo o delegado Lúcio Fátima da Silva Barros, o laudo deve esclarecer se o pecuarista, um dos mais tradicionais de Cassilândia, se suicidou ou foi assassinado.

A finalidade da exumação foi a realização do exame residuográfico, que verifica a existência ou não de resíduo de pólvora na mão de uma pessoa.

Dívidas - Dias foi encontrado morto com uma toalhinha na boca e um tiro na cabeça próximo da orelha. Inicialmente, divulgou-se que ele foi encontrado amordaçado por uma toalha.

A hipótese de suicídio começou a ser investigada após a constatação de que o produtor rural estaria endividado. No entanto, a Polícia Civil mantém a investigação de homicídio e latrocínio (roubo seguido de morte).