A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/01/2015 18:47

Lei do protetor solar ajudou população a adquirir medicamento e se proteger

Vania Galceran
Deputado Márcio Fernandes  criou a lei em 2013. (Foto: Divulgação)Deputado Márcio Fernandes criou a lei em 2013. (Foto: Divulgação)

A Campanha Estadual do Protetor Solar Mais Barato – virou lei em 2013. A lei inédita no Brasil alterou a categoria do protetor solar de cosmético para medicamento, como forma de reduzir drasticamente os tributos incidentes sobre esses produtos, a lei é de autoria do deputado estadual Marcio Fernandes (PTdoB), e entrou em vigor no dia 1º de setembro de 2013.

A intenção do deputado Marcio Fernandes ao criar a lei, foi de facilitar o acesso da população a esse produto que pode evitar doenças cancerígenas. “Centro-Oeste é o que tem os maiores casos de câncer de pele do país, além de tornar acessível a todos, quero que as pessoas se conscientizem sobre a importância em usar o protetor solar sempre”, ressaltou o deputado.

A mudança reduziu o valor dos impostos e permitiu a rede de farmácias e outras revendas, reduzirem os preços dos protetores em todo Mato Grosso do Sul.

O dermatologista Marcus Maia, coordenador do programa nacional de combate ao câncer de pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, selecionou algumas dicas que vão ajudar a evitar queimaduras e prevenir danos à pele.
Além do uso de protetor solar, o ideal é usar 40 ml por adulto e 20 ml por criança, aliado ao fotoprotetor.

Usar roupas, com tecidos leves ou ainda as que são conhecidas como U.V line, além de chapéus e óculos que proitegem contra os raios solares.

Às vezes, a queimadura pode acontecer quando você usa um protetor solar com fator de proteção menor do que sua pele precisa. Segundo dermatologistas, mulheres de peles claras que não costumam bronzear e tendem a ficar vermelha devem usar protetor com FPS 30 a 50.

As morenas devem usar o mesmo fator solar. Já as negras não têm risco de queimadura, mas devem se proteger contra o câncer de pele, então, o FPS 30 ou 40 são os mais indicados.

Para as crianças , os especiaistas sugerem o uso de camisteas e chapéus, já que elas podem suar mais por se movimentarem bastante. Apesar das campanhas incentivarem o uso do medicamento, e do calorão que faz no estado neste verão, ainda é necessário, segundo dermatologistas, maior conscientização da população. Por isso prestar atenção na hora de comprar um protetor solar é sempre indicado consultar um especialista.

Durante a campanha para que o projeto se tornasse lei, a população recebeu sachês de protetores solares e informações úteis, como a dona de casa Vanessa Ferreira, que ficou contente ao saber sobre a novidade. “Muito boa essa lei que reduz o valor do protetor solar, agora não temos mais desculpas de que está caro, temos que nos proteger mesmo”,afirma.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions