A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/12/2011 10:04

Major ameaçado de morte deixa comando da Polícia Rodoviária Estadual

Aline dos Santos

Ele será substituído pelo major Jonildo Theodoro de Oliveira

Major comanda PRE desde fevereiro deste ano. (Foto: Simão Nogueira)Major comanda PRE desde fevereiro deste ano. (Foto: Simão Nogueira)

Ameaçado de morte e sob escolta policial, o major Joilson Queiroz Sant’ana deixou o comando da PRE (Polícia Rodoviária Estadual). Ele será substituído pelo major Jonildo Theodoro de Oliveira.

A troca de comandante foi sacramentada ontem, por meio de portarias publicadas no Diário Oficial do Estado. O documento é assinado pelo comandante da PM (Polícia Militar) em Mato Grosso do Sul, coronel Carlos Alberto David dos Santos. Jonildo estava no Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), em Campo Grande.

Joilson comandava a PRE desde fevereiro deste ano. Ele virou notícia por ter a vida cotada em 100 mil dólares. A cabeça do major ficou a prêmio depois que ele transferiu policiais devido à má conduta. Desde setembro, o oficial está sob escolta policial.

As ameaças começaram antes das operações Holambra, Fumus Malus e Alvorada Voraz serem deflagradas. As duas primeiras aconteceram em outubro e a última no dia 23 de novembro. O alvo foi o contrabando de cigarros.

Conforme apurado pela reportagem do Campo Grande News, os militares queriam matar o major e o comandante da PM devido à intensificação do trabalho de fiscalização nas rodovias.

PM prorroga prazo para concluir investigação sobre policiais presos em operações
De acordo com o coronel Carlos Alberto David dos Santos, comandante da Polícia Militar, não foi possível concluir as investigações sobre os policiais...
Quadrilha ofereceu 100 mil dólares por morte de comandante da PRE
A quadrilha de policiais envolvida com contrabando de cigarros ofereceu 100 mil dólares pela morte do major Joilson Queiroz, comandante da PRE (Políc...


Por que trocaram uma pessoa com este gabarito? Se ele fez o que fez é pelo seu autruísmo.O que deveria ser feito é pegar os "meliantes fardados" deixar apodrecer na cadeia e dar todo apoio e cobertura a este Senhor que prestou sim um importante serviço a população. É uma grande perda e sem lógica...a não ser que ele queira ter saido, o que não acredito ter ocorrido.
 
Alan Otavio em 16/12/2011 11:10:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions