A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/04/2010 09:43

MST começa a liberar BR-163 após acordo com PRF

Redação

Os trabalhadores sem-terra que protestam na BR-163, próximo a Itaquiraí, no sul do Estado, começam a liberar aos poucos a rodovia, após acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal). Até a hora do almoço eles pretendem deixar o local.

Os sem-terra interditam a BR-163 desde as 6h30, a coordenação do movimento diz que há 800 pessoas, a maioria crianças. A PRF diz que são apenas 200.

Na altura do km 97, a rodovia foi fechada com troncos de àrvores. Após um acordo com a PRF, os sem-terra estão liberando dez carros de cada vez, em cada lado da pista. O engarrafamento chega a 10 quilômetros.

Conforme a PRF, os manifestantes queriam falar com o governador André Puccinelli (PMDB), que cumpre agenda em Itaquiraí durante a manhã de hoje.

Mas, a coordenação do movimento disse que a conversa com o governador não é prioridade no momento: "Queremos que ele que se dane, vamos apenas ficar aqui na rodovia por enquanto", disse um dos líderes que se identificou como Edeval.

Os trabalhadores sem-terra reivindicam melhorias na saúde e na segurança do trânsito próximo ao acampamento, onde neste ano houve 30 acidentes.

De acordo com Edeval, a saúde está precária no acampamento, que tem quase 600 famílias: "Recebemos muitos companheiros brasiguaios, vindos do Paraguai, e também de Naviraí", contou o coordenador que ressaltou o problema com leishmaniose no local.

O coordenador denuncia que a prefeita Sandra Cassone (PT) não atende os sem-terra, dizendo que eles não são do município: "A prefeita está contra nós", contou.

Hoje às 15h os trabalhadores terão uma reunião com a prefeita para tentar resolver o problema no acampamento. Edevaldo contou que por volta do meio-dia a rodovia estará liberada.

Caso a reunião com a prefeita não tenha resultados, os sem-terra pretendem solicitar a presença do governador, principalmente para resolver o problema da saúde. "Se a conversa com a prefeita não resolver, vamos até o André", explicou.

Além de chamar a atenção para o problema da saúde, os sem-terra realizam o "Abril Vermelho", época que o MST realiza diversos protestos para, entre outras coisas, lembrar o episódio da morte de 19 pessoas em Eldorado dos Carajás (PA), em 1996.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions