A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

17/07/2008 17:15

Multas sobre a Lei Seca na Capital somam R$ 33.425

Redação

Além de reduzir o índice de acidentes de trânsito, a Lei Seca, em vigor desde o dia 20 de junho, já começou a gerar receita para o Estado. As 35 multas aplicadas somente pela Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) em Campo Grande já somam R$ 33.425.

O boleto com a multa de R$ 955 ao motorista flagrado com qualquer quantidade de álcool no sangue vai para o endereço indicado por ele no sistema de trânsito, como em qualquer outra infração. O motorista pode pagar na data do vencimento da cobrança ou ainda no licenciamento do veículo.

O condutor tem ainda o direito de recorrer da multa. Procedimentos comuns a qualquer multa de trânsito.

Nos casos das multas aplicadas por conta da Lei Seca, uma parte fica para manutenção do sistema de arrecadação gerido pelo Banco do Brasil, outra vai para o Detran e outra parte para o órgão que aplicou.

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, toda a arrecadação gerada por multas de trânsito deve ser utilizada em policiamento, fiscalização, educação, sinalização e engenharia de trânsito.

Entre os 35 motoristas que vão receber a cobrança por terem sido flagrados dirigindo com álcool no sangue, estão 16 que estavam com mais de 0,29 miligramas de álcool, e foram presos.

Nestes casos é considerado crime de embriaguez e além da multa, o condutor, se quiser responder ao inquérito em liberdade, tem que pagar fiança e tem a autorização para dirigir suspensa.

De acordo com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o número de acidentes caiu em 30%, sendo que aos domingos a redução foi de 50%, chegando a 60% no último (13).

Segundo dados do Corpo de Bombeiros, o número de vítimas de acidente reduziu em 33% em relação a maio e a quantidade de acidentes aos fins de semana e período noturno em 42%.

Bafômetro

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions