A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/07/2013 12:58

Novo presidente da Adepol deve ser definido até o fim da tarde desta sábado

Luciana Brazil
Marcelo acredita que nem todos os delegados devam comparecer à eleição. Marcelo acredita que nem todos os delegados devam comparecer à eleição.
Nazih e Maria de Lourdes disseram estar confiantes na eleição. (Fotos:Marcos Ermínio)Nazih e Maria de Lourdes disseram estar confiantes na eleição. (Fotos:Marcos Ermínio)

O resultado da eleição que elege o novo presidente da Adepol (Associação de Delegados da Civil de Mato Grosso do Sul) deve sair até às 17 horas de hoje (6).

As chapas “Adepol Sempre Unida”, liderada pelo candidato à presidência Nazih El Kadri e “Adepol Forte Retomando a Luta”, liderada pelo candidato à presidência Marcelo Vargas Lopes, disputam a preferência dos delegados.

Membros das composições estão concentrados em frente à associação. O diretor geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas, esteve na entidade para votar.

Ele ressaltou as carências da categoria, mas disse que muitas coisas já foram conquistadas. “Estamos evoluindo. Nos últimos quatro anos (administrações anteriores) a Adepol não conseguiu tudo que queria, mas avançou. E sempre houve diálogo entre a associação e a Polícia Civil”.

Segundo o candidato Nazih, 90% dos delegados devem comparecer à votação neste sábado. Para o adversário Marcelo, a previsão não é tão positiva. “Não é obrigatório e, além disso, é um mês de férias. Não acredito em 90%, mas algo em torno disso”.

No interior do Estado, 92% dos delegados compareceram às urnas. Os votos foram encaminhados pelos Correios e já estão na sede da Adepol. A eleição termina às 16h30.

A candidata à vice-presidente na “Chapa Adepol Sempre Unida”, a delegada Maria de Lourdes Cano, atual titular da Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos), afirmou que a busca pelo reconhecimento profissional e melhores salários são apenas uma das propostas de gestão definidas pela chapa.

Para consolidar as reivindicações da maioria, o candidato Marcelo também frisou a melhoria salarial da categoria.

O novo presidente comandará a Adepol-MS no biênio 2013/2015 e será eleito por 360 delegados, entre ativos e aposentados. O atual gestor da Adepol é o delegado Fabiano Ruiz Gastaldi.

Propostas-  Entre muitas melhorias, as propostas dos candidatos vão de encontro à valorização e inserção da classe nas carreiras jurídicas. 

Para Nazih, que lidera a “Chapa Adepol Sempre Unida”, as principais lutas de sua administração serão pelo adicional de aperfeiçoamento para profissionais com cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado, e pelo aumento do adicional de férias. Ele garante que também deverá lutar pela promoção de antiguidades da classe especial.

A luta pela concessão de suprimento de fundos e na implantação do auxílio alimentação, auxílio moradia e o auxílio saúde também estão nas reivindicações de Nazih, que promete que os delegados veteranos aposentados terão lugar fundamental em sua gestão.

Para Marcelo, a principal proposta da “Chapa Adepol Forte Retomando a Luta” é o estabelecimento de critérios para a promoção da Polícia Civil, “que atenderá delegados, investigadores, peritos e as demais classes da polícia”, afirma o delegado.

Além da avaliação dos critérios para promoção, Marcelo disse que sua chapa lutará por melhorias de salários, por planos de carreiras e por melhores condições de trabalho da Polícia Jurídica.

 Carreiras – Nazih El Kadri atuou como delegado da Polícia Civil em Caarapó, Dourados, Ponta Porã, Corumbá, Jardim e Ribas do Rio Pardo. Atualmente é delegado-geral adjunto na Delegacia Geral de Polícia Civil.

A candidata à vice-presidente na “Chapa Adepol Sempre Unida” é a delegada Maria de Lourdes Cano, atual titular da Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos).

Marcelo Vargas é delegado há 23 anos. Ele foi titular em diversos distritos policiais. Durante seis anos, chefiou o Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros). Também já foi presidente da Adepol-MS, por dois mandatos, e vice-presidente da Adepol do Brasil, por um mandato. Atualmente, Marcelo é diretor do Departamento de Polícia do Interior.

A delegada Regina Márcia Rodrigues de Brito Mota, titular da DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), é a candidata à vice-presidente na chapa de Marcelo.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions