A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/09/2014 09:52

Operação fecha duas academias, 80% estão irregulares na Capital

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Participantes de operação deixam academia após interdição (Foto: Marcelo Calazans)Participantes de operação deixam academia após interdição (Foto: Marcelo Calazans)

Operação de órgãos de defesa do consumidor e do CREF (Conselho Regional de Educação Física) fechou, na manhã desta quinta-feira (4), duas academias irregulares em Campo Grande. Conforme levantamento do órgão, 80% das instituições fiscalizadas estão irregulares e podem ser interditadas no Estado.

Cerca de 10 agentes do Cref, do Procon, da Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo) e da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde participam da operação.
A primeira academia a ser interditada por falta de registro no conselho fica na Rua Pedro Celestino, entre as ruas Eduardo dos Santos Pereira e das Garças, no Centro. O estabelecimento teve a piscina lacrada onde ocorriam as aulas de natação e hidroginástica.

Segundo a coordenadora de fiscalização do CREF, Patrícia Barbosa Rodrigues, a academia foi autuada e teve sete dias para regularizar o registro no conselho. Além de não cumprir o prazo estabelecimento, a instituição não tinha alvará da Vigilância Sanitária, de acordo com a chefe de Serviços de Fiscalização da pasta, Edna de Castro Coutinho.

O superintendente do Procon, Alexandre Rezende, afirmou que o órgão também vai multar o estabelecimento. O valor da multa não foi definido, mas a legislação fixa o valor entre R$ 300 e R$ 3 milhões.

A outra academia interditada fica na Rua Joaquim Murtinho, também no Centro. Além de não ter o registro no Conselho Regional de Educação Física, o estabelecimento tinha profissional com o cadastro da Bahia, que não é permitido pela legislação.

De acordo com Patrícia, só neste ano, 24 academias foram interditadas em Mato Grosso do Sul, sendo 7 em Campo Grande. No entanto, na Capital, quatro já regularizaram a situação e voltaram a funcionar normalmente.

O CREF já constatou que 189 das 234 academias fiscalizadas em Campo Grande estão irregulares. No total, a cidade tem 313 estabelecimentos. No Estado são 596 academias.

O delegado titular da Decon, Gomides Ferreira dos Santos, disse que o registro é importante porque permite um controle maior e dá mais segurança ao usuário de que todos os procedimentos legais estão sendo adotados. Neste caso, o risco de acidente também é menor.



Quer dizer, 80% tá errado e eles fecham duas? Quantas academias eles acham que tem em Campo Grande? Três?
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 04/09/2014 12:26:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions