A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/08/2010 14:36

PF cumpre último mandado e fica em Naviraí mais 48h

Redação

A operação da Polícia Federal desencadeada hoje para combater esquema de fraude no processo de reforma agrária em Mato Grosso do Sul cumpriu nesta tarde o último dos 20 mandados de prisão.

Cerca de cem policiais responsáveis pela operação deverão permanecer em Naviraí, município que fica a 366 quilômetros de Campo Grande, por mais 48h para fazer o rescaldo da operação.

No período será feita também o que chamam de "segurança subjetiva", com presença dos policiais nos assentamentos e na cidade.

Os nomes dos presos não foram divulgados porque segundo o delegado que coordena os trabalhos, Chang Fan, as investigações correm em segredo de Justiça.

Na recepção da Polícia Federal, onde foi concedida a entrevista coletiva, havia vários advogados de presos, dos municípios de Naviraí, Dourados e região.

Tellus - Deflagrada nesta manhã, a operação Tellus cumpriu mandados de prisão de acusados de fraudar o processo de reforma agrária no Estado.

De acordo com as investigações, os líderes dos movimentos sociais vendiam lotes nos assentamentos e funcionários do Incra cobravam propina para fazer a regularização. A estimativa é de prejuízo de R$ 62 milhões aos cofres públicos com o esquema.

A Justiça Federal emitiu 20 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão para Campo Grande, Naviraí, Dourados, Itaquiraí, Ivinhema, Nova Andradina, Batayporã e Angélica, no MS, e na cidade de Cosmorama, em SP.

Entre os presos está o superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) do MS, Valdir Cipriano do Nascimento, que nega as acusações.

(Colaborou o repórter Jota de Oliveira, do site Naviraí Notícias)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions