A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/12/2009 09:11

PF prende 17 por tráfico, incluindo dono de farmácia

Redação

A Polícia Federal prendeu 17 pessoas na manhã desta quarta-feira em Ponta Porã e Dourados, em Mato Grosso do Sul, e em cidades do interior paulista. As prisões fazem parte da Operação Sede Campestre, desencadeada para desarticular uma quadrilha de traficantes internacionais de drogas que possui ligações com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O nome da operação faz alusão a um camping no interior paulista, onde a cocaína era armazenada em chalés e "batizada" (misturada com outras substâncias) para aumentar o volume.

Os nomes dos acusados ainda não foram divulgados. A quadrilha tinha ramificações em Jundiaí, Mirandópolis, São José do Rio Preto, Taubaté, Cabreúva, além de Campinas.

A operação envolveu pelo menos 50 policiais federais nos dois estados e foi coordenada pela delegacia da PF em Ponta Porã e pela Superintendência da Polícia Federal em Campo Grande.

De acordo com o serviço de comunicação social da PF, a quadrilha era formada por brasileiros e paraguaios que agiam em Pedro Juan Caballero e em Ponta Porã, bem como em São Paulo, onde a droga era recepcionada por membros do PCC, processada e distribuída para compradores de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Em Ponta Porã, a PF prendeu o dono de uma farmácia que usava o estabelecimento para fazer a movimentação financeira da organização criminosa com o objetivo de ludibriar a ação policial.

O "comerciante" já tinha sido preso em flagrante pela Polícia Federal por envolvimento com um carregamento de 800 kg de cocaína. A data dessa prisão não foi divulgada.

Esse é o segundo proprietário de farmácia preso nos últimos 60 dias em Ponta Porã por envolvimento com o tráfico internacional de drogas.

Além dos 17 mandados de prisão, a PF cumpriu seis mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Justiça Federal de Ponta Porã, que também determinou o bloqueio de contas correntes dos integrantes da quadrilha. Conforme e a Polícia Federal, em Mato Grosso do Sul os andados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em Ponta Porã e Dourados.

Em São Paulo, a PF cumpriu mandados em Araçatuba, Campinas, Jundiaí, São José dos Campos e São José do Rio Preto.

Governo altera datas de teste físico de concurso da Polícia Civil
Foram alteradas as datas para realização da avaliação de aptidão física dos candidatos que continuam a participar do conurso público para escrivão e ...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions