ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 34º

Cidades

Pistoleiros em MS denunciam diretor da federação do MT

Redação | 28/05/2010 07:51

O superintendente da Fiemt (Federação das Indústrias de Mato Grosso), Francisco Serafim de Barros, foi preso na tarde de ontem em Cuiabá (MT), a partir da prisão de pistoleiros flagrados em Mato Grosso do Sul, que apontaram ao Garras (Grupo Armado de Repressão e Resgate a Assaltos e Sequestros) o nome de Francisco.

Ele deverá ser trazido a Campo Grande, para continuidade das investigações. O caso corre em segredo de justiça, portanto, informações relacionadas à apuração são mantidos em sigilo.

Matéria publicada pelo jornal mato-grossense O Documento revela que o mandado de prisão expedido pela Justiça de Mato Grosso do Sul foi cumprido em Cuiabá pelo delegado Luciano Inácio, do GCCO (Grupo de Combate ao Crime Organizado).

A prisão de Francisco Serafim Barros ocorreu na sede da federação, em Cuiabá. No momento da chegada dos policiais ao prédio, houve grande tumulto e correria de servidores.

O delegado Luciano Inácio da Silva confirmou que a prisão de Francisco Serafim de Barros foi originada após a detenção de dois pistoleiros em barreira policial na cidade de Bandeirantes. Os pistoleiros estão presos há pelo menos um mês.

Os bandidos revelaram a polícia que iriam assassinar Fábio Leão de Barros, filho do diririgente da Fiemt. Ou seja, o pai supostamente havia contratado pistoleiros para executar o próprio filho devido desentendimentos por causa de um prêmio de loteria.

Em 2006, Fábio ganhou um prêmio de R$ 26 milhões na loteria.

Nos siga no Google Notícias