A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

08/04/2008 09:04

Polícia ainda tenta identificar assassino de tatuador

Redação

A Polícia Civil ainda trabalha na identificação do assassino do tatuador Luciano Estevão dos Santos, o Jhonny, morto no dia 25 de março, no estúdio dele, em Campo Grande. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Weber Luciano de Medeiros, várias pessoas continuam sendo ouvidas.

Os policiais da Delegacia de Homicídios também já checaram duas informações sobre o paradeiro do suspeito, cujo retrato falado foi divulgado na semana passada. Nada foi encontrado. As duas ligações foram anônimas. A polícia também investiga o envolvimento de 58 foragidos da Colônia Penal Agrícola. O crime aconteceu no fim do expediente do dia 25. O assassino chegou no local e pediu para falar com Jhonny. Ao chegar na sala do tatuador, o obrigou a deitar no chão junto com o recepcionista.

Johnny foi  morto com dois tiros nas costas e o assassino teria dito que a morte dele havia sido encomendada. Conforme o relato das testemunhas, o autor tem olhos verdes e no dia do crime estava com os cabelos molhados, o que dificulta a identificação da cor.

Ele usava boné preto, aparenta ter entre 36 e 39 anos, 1,72 metros e 70 quilos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions