A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/04/2010 09:23

Policial preso estava de licença e pode ser demitido

Redação

Flagrado com 14,5 quilos de cocaína, Cleber Sebastião da Silva Magalhães, que é policial civil há oito anos, vai responder a processo administrativo na corregedoria da instituição.

De acordo com o delegado Matusalém Sotolani, da assessoria jurídica, o processo terá duração mínima de 90 dias. Ao término, o policial pode ser demitido.

Cleber Magalhães trabalhava há cerca de um ano na 5ª delegacia de Polícia Civil, na Vila Piratininga, em Campo Grande.

Delegado titular da delegacia desde 2007, José Luiz Sotolani conta que já havia transferido o policial do setor de investigação para o atendimento ao publico na recepção. "Ele já vinha dando problemas em relação ao trabalho", afirma Sotolani, sem dar detalhes.

No dia 5, Cleber Magalhães pediu licença médica, válida por 30 dias. "Os colegas ficaram surpresos, repercute mal, mas, infelizmente, acontece".

O policial civil foi preso ontem na BR-262, após ser interceptado por policiais federais.

Ele conduzia um veículo Renault Logan, que tinha placas de um carro pertencente à Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública). Há dois meses, a PF recebeu denúncia informando do envolvimento de Cleber com o tráfico de drogas, tendo como comparsa Adilson Teixeira Alecrim, de 34 anos, que mora Campo Grande.

Os policiais federais constataram que Cleber utilizava um Renault Logan preto, objeto de roubo, idêntico às viaturas descaracterizadas de uso da Polícia Civil. Com a placa, cuja numeração pertence à Sejusp, o carro passava pelas barreiras na condição de viatura oficial.

Após a prisão de Cleber, a PF foi a um hotel, próximo à rodoviária de Campo Grande, e prendeu Adilson. Com ele, a polícia apreendeu um veículo VW/Fox, também objeto de furto, com a placa do carro Renault Logan utilizado por Cléber.

Também foram apreendidos mais de 100 cédulas de identidades e CPFs (Cadastro de Pessoa Física) em nomes de diversas pessoas.

Na residência de Cleber, os federais apreenderam duas "trouxinhas" de maconha, mais de 200 cápsulas de diversos calibres, algemas e coletes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions