A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

05/09/2013 20:29

Prefeito de Jardim diz que responsabilidade por baixas vendas não é dele

Vinícius Squinelo

O prefeito de Jardim Erney Cunha (PT) afirmou que a responsabilidade pelo momento ruim do comércio da cidade não é da administração. A resposta do petista ocorre após criticas de empresários, que relataram as dificuldades do setor na cidade, distante 233 km de Campo Grande.

Segundo afirmou Erney, através de nota oficial, a atual administração, eleita em eleições suplementares neste ano, encontrou “grandes desafios que dificultam a execução da gestão pública”. Como defesa, o petista alega que a situação ruim do comércio é vista também nas cidades vizinhas, Bela Vista, Bonito, Caracol e Guia Lopes da Laguna.

Conforme os comerciantes afirmaram, em matéria divulgada no Campo Grande News dia 2 deste mês, o baixo volume de vendas e as ruas paradas são causados pela falta de investimento do poder público, a dificuldade em cursar o ensino superior e a ausência de incentivo ao turismo da cidade

“Nunca na história do município haviam ocorridos eleições suplementares, fato que minou a economia local já que os trâmites legais que fundamentam as licitações foram freadas e atoladas na burocracia dos processos”, defende Erney, ainda em nota oficial.

Ainda segundo o prefeito, os processos normais de início de ano de uma administração foram atrasados com a eleição suplementar.

Erney afirmou que o município sofreu duas vezes seguidas estes processos burocráticos que acontecem de quatro em quatro anos, ou seja, a cada final de mandato. “Os processos da eleição suplementar minaram a administração municipal, onde o executivo foi forçado a focar nas questões burocráticas”, completou.

Aliado a isso, ainda segundo a norta oficial, não foi realizado o tradicional carnaval de Jardim, que movimenta a economia local e garante um incentivo considerável aos empresários.

Incentivos - O petista ainda garantiu que vai realizar ações de incentivo ao comércio de Jardim, como o lançamento do Festival das Águas (novembro), realização do réveillon, além de trabalhar em “demais estratégias para fomentar o Turismo de Eventos”.

Erney ainda garante que tem ido frequentemente à Brasília para agilizar junto aos parlamentares o início da construção da Escola Técnica Federal e do projeto Shopping a Céu Aberto.

Ainda como incentivo ao comércio local, tramita na Câmara de Vereadores um projeto de Lei para investimentos de recursos municipais para a Associação Empresarial de Jardim para apoiar a Campanha de Final de Ano realizada por aquela entidade.

MEC autoriza uso de nome social na educação básica para travestis e transexuais
Resolução do Ministério da Educação (MEC) homologada hoje (17) autoriza o uso do nome social de travestis e transexuais nos registros escolares da ed...
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 15 milhões no sábado
A Mega-Sena acumulou e pode pagar R$ 15 milhões no próximo sorteio, que será realizado no sábado (20). As seis dezenas sorteadas no concurso 2.005 de...


O prefeito de Jardim está totalmente com a razão. O fato que levou a cidade às eleições suplementares, causaram atraso nos processos licitatórios da Prefeitura, inclusive em Bonito e Bela Vista aconteceu o mesmo embólio eleitoral. Bonito, por exemplo, enfrenta o problema da baixa temporada de turismo, embora aqui a cidade recebe todos os meses turistas, que não deixam o comercio totalmente vazio. Mas o caso das eleições suplementares, impedem os governantes buscarem os recursos externos para investimentos públicos, e isto realmente serve de atraso para os municípios que enfrentam eleições fora de tempo.
 
Olices Trelha em 06/09/2013 08:40:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions