A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/01/2014 16:10

Presos trocam tiros em presídio e três ficam feridos

Luciana Brazil
Presos são socorridos após tiroteio. (Foto: Rádio Amambay)Presos são socorridos após tiroteio. (Foto: Rádio Amambay)

Três detentos ficaram feridos na manhã de hoje (4), durante um tiroteio no presídio da cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na divisa com Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande.

De acordo com o site Ponta Porã Informa, o preso Ever Ozuna e outro preso, identificado como “Negrinho”, atiraram contra outros dois detentos, Emiliano Rojas Gimenez, 36 anos, e Luis Fleitas Recalde, 42. Também armados, os dois revidaram e houve troca de tiros. Todos estavam na mesma cela.

Emiliano levou três tiros que atingiram o abdômen e o tórax. Ele passou por cirurgia e seu estado de saúde é grave. Luis foi atingido com dois tiros na perna e passa bem. Ever também ficou ferido, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

Há suspeitas de que Ever e Negrinho estariam se defendendo de uma tentativa de homicídio contra Ever e acabaram atacando os outros presos. Mas ainda não há confirmação sobre as motivações do crime.

As duas pistolas, uma delas 9 mm, utilizadas no tiroteio, podem ter sido levadas para o presídio por funcionários da unidade. Ao todo, 38 câmeras estão instaladas no presídio.

Segundo testemunhas, Ever teria ficado armado com uma pistola dentro do presídio, mas após negociações se entregou às autoridades de Pedro Juan Caballero.



Se esse episódio tivesse ocorrido no Brasil, eu acharia normal, embora ainda nunca ouvi dizer que atos dessa natureza ocorresse no nosso país. Mas como a corrupção está generalizada nas esferas públicas nacionais, não seria algo muito estranho também no Brasil. Sabemos que muitos criminosos presos nos melhores presídios, comandam seus subordinados lá de dentro da cadeia, e "ninguém" sabe como isso é possível! Tiroteio entre presos dentro da cadeia, é incrível, embora o nosso o Paraguai seja pobre, mas é inadmissível que isso aconteça!
 
Olices Trelha em 04/01/2014 20:53:43
O que realmente aconteceu foi uma tentativa de queima de arquivo,já que Emiliano Rojas é um dos mais temidos sicários (matador) da fronteira,inclusive sendo acusado pelo atentado contra o Senador do Py Robert Acevedo a alguns anos atrás,portanto a morte de Rojas seria uma tentativa de apaga-lo, já que segundo comentários no submundo do crime, Rojas estaria disposto a colaborar numa delação premiada e contar tudo sobre os inúmeros assassinatos por ele cometido na região.
 
Rodrigo Avalos Alcantâra em 04/01/2014 18:52:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions