A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/08/2013 08:43

Professores aderem à paralisação nacional e escolas entrarão em greve dia 30

Aliny Mary Dias
Paralisação foi decidida em assembleia de professores (Foto: Divulgação/Fetems)Paralisação foi decidida em assembleia de professores (Foto: Divulgação/Fetems)

Os professores da rede pública de ensino de Mato Grosso do Sul decidiram aderir à greve nacional dos educadores que está sendo organizada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) e vão paralisar as atividades no dia 30 de agosto.

Os detalhes da paralisação que tem como objetivo lutar pelos direitos dos trabalhadores foram acertados em uma assembleia realizada ontem (21) na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).

Segundo a Fetems, mais de 300 trabalhadores se reuniram na assembleia e a decisão será comunicada aos professores das escolas do interior do Estado. Entre os motivos da paralisção estão o fim do fator previdenciário, reajuste para os aposentados, jornada de 40 horas semanais, mais recursos para a educação entre outros.

Está nos planos da federação a realização de uma panfletagem para divulgação da greve em todo o Estado. 

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


Concordo com a Rafaela Carvalho, educação vem de casa, mas atualmente os professores é que além de seu ofício exercem tb a função de pais, alunos cada vez mais carentes de atenção.
Lamentável.
 
Ângela Félix em 30/08/2013 09:10:02
Mas, afinal, e a educação dos nossos filhos: "como fica??"
Respondendo a sua pergunta: - Educação aprende em casa e não na escola,na escola o aluno vai buscar e aprimorar seus conhecimentos.Por não conseguir distinguir essas duas diferenças ,que a as coisas estão caóticas,"pais"acham que educar seus filhos é função do professor,isso,é um verdadeiro equívoco,enquanto pensarem assim,não teremos progressão,infelizmente,a tendência é só piorar.
 
Rafaela Carvalho em 22/08/2013 19:29:01
É bem dos serviços públicos mesmo: trabalhar só 6 horas de segunda a sexta, enquanto os demais trabalhadores brasileiros, de 8 a 10 horas por dia, inclusive aos sábados. Sobre os ganhos não comento. Mas, afinal, e a educação dos nossos filhos: "como fica??!!".
 
Jorge Junior em 22/08/2013 13:20:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions