A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/12/2008 09:57

Quase 90% dos municípios de MS têm problemas ambientais

Redação

Pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que em Mato Grosso do Sul 88,4% dos municípios, ou seja, 69 de 78, registraram ocorrências que causaram impactos ao meio ambiente nos últimos 24 meses.

Esta proporção fica próxima da média nacional, que é de 90%. Porém, as ocorrências que interferem na vida da população estão acima da média nacional: foram registradas em 19% dos municípios, quando no País 14,9% das cidades tiveram este tipo de problema.

O assoreamento de cursos de água é o que mais atinge os municípios: 59 dos 78 tiveram este problema nos últimos dois anos. Depois do assoreamento vêm o desmatamento, presente em 44 municípios e as queimadas, em 42.

A poluição de cursos de água, presente em 29 cidades e a poluição do ar, registrada em 22 municípios.

 

Conforme análise do IBGE, é possível supor que a poluição do ar esteja ligada à fumaça, como decorrência de queimadas e de atividades agropecuárias que propiciam o lançamento, no ar, de particulados, como resultado da mecanização e do desnudamento do solo.

Além disso, a qualidade do ar pode estar comprometida por conter resíduos oriundos da pulverização de culturas com agrotóxicos. Ainda de acordo com a pesquisa, uma outra causa provável pode estar associada à existência de vias não pavimentadas ou em más condições de uso pelo tráfego pesado, no escoamento da produção agrícola.

Conforme a pesquisa do IBGE, os municípios de Mato Grosso do Sul se destacam pela destinação de verbas para o setor ambiental. Enquanto no País dos 5 564 municípios, 2 079 têm recursos para a área ambiental, em Mato Grosso do Sul são 61 dos 78 municípios com recursos específicos para o meio ambiente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions